Resistência - Affinity Konar

Resenha Livro Resistência

Com apenas 12 anos, as gêmeas idênticas Pearl e Stasha vão parar no campo de concentração em Auschwitz. Lá elas se deparam com muitas outras crianças: gêmeas, trigêmeas, albinas, anãs... Descobrem então que estão no "Zoológico do Mengele"; as crianças o chama assim porque Josef Mengele é um médico que faz experimentos cruéis com as crianças.

Nesse mundo tenso, as gêmeas ficam mais unidas ainda do que já eram, fazem amizades com outras crianças, tentam minimizar o terror de todas as formas possíveis, brincando de imaginar o futuro, lembrando do passado feliz. Porém nada é confortante naquele lugar, pelo contrário. As crianças aprenderam a lidar com a morte e com a maldade de uma forma meio que natural.

Mengele então começa a fazer experimentos com Pearl e Stasha. As meninas sentem na pele a crueldade implantada naquele lugar. De repente, Pearl desaparece sem deixar pistas. Stasha então vai ao delírio longe da sua metade, se recusa a acreditar que sua irmã está morta. Na verdade, ela sente lá no fundo que ela ainda está viva. E decide então que um dia, quando a guerra acabar, ela achará sua parte perdida.

O livro é narrado alternadamente pelas duas irmãs. Embora os experimentos e os acontecimentos fossem horríveis demais, as meninas narravam de uma forma poética, menos pior, um eufemismo. Mesmo assim, achei muito pesado. Por diversas vezes tive que parar de ler e respirar fundo, pois imaginar tal cena me fez ter nojo desse tal de Mengele. No decorrer da história, fiquei com muita, mas muita raiva desse cara. E adorei ler as partes que a Stasha planejava matá-lo a qualquer custo.

Resenha Livro Resistência

Aliás, não sei se vocês sabem, mas essa história foi baseada em fatos reais. Esse médico, o Mengele, realmente existiu, assim como as gêmeas e tudo mais. Por saber disso, a leitura foi mais lenta ainda, pois eu não conseguia ler os fatos e saber que aquilo realmente aconteceu. É muito triste! É perturbador ler a maldade humana relatada pelos olhos de duas crianças.

A guerra, então, começa a tomar outros rumos, tudo indica que está prestes a acabar. O Zoológico sofre algumas explosões e muitas crianças veem a oportunidade de fugir, inclusive Stasha. Ela então embarca numa aventura triste, deprimente, horrível, dolorosa, terrível, em busca da sua irmãzinha. Assim ela foge com um amigo do Zoológico que também está machucado pela perda do seu irmão gêmeo, compreendendo seu sentimento.

O final do livro foi o que eu mais gostei. Emocionante! Surpreendente! Meus olhos lacrimejaram um pouquinho. Eu esperava uma coisa e foi totalmente outra. Só achei que o desfecho foi muito rápido, queria saber um pouco mais do futuro da Stasha e tudo mais.

A diagramação do livro está muito boa. A capa, que traz o desenho de um buquê de flores, é bem propícia à história, pois a mãe das meninas era pintora e gostava muito de pintar flores. Essa era uma lembrança maravilhosa que as irmãs tinham da sua querida mãe. E o título do livro, Resistência, foi perfeito demais, expressando o ato de resistir ao terrível mundo que elas viveram para que o amor de uma família sobressaísse a todo o resto. Foi de emocionar.

Resenha Livro Resistência


Resistência - Affinity Konar
Fábrica 231
320 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon

Nenhum comentário

Postar um comentário

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)