Sob um milhão de estrelas - Chris Melo


Carlos Eduardo fugiu de São Paulo para o interior, numa cidadezinha chamada Serra de Santa Cecília, logo após um fim de relacionamento traumático. Lá ele tornou-se professor universitário e comprou um bar, mas, apesar de suas duas profissões ocuparem bastante o tempo e o colocarem em contato com muitas pessoas, ele continua se sentindo sozinho e perdido, Isso até conhecer Alma.

Terminar um relacionamento não é só deixar uma pessoa e sim aceitar que aquele almejado futuro não existirá mais. Talvez os dias sejam até melhores, mas não serão os mesmos que você imaginou.

Alma Abreu tem o fantasma da culpa assombrando sua atuação como médica. Em um atendimento importante, perdeu sua paciente, o que seria rotineiro se não fosse o fato de ela lembrar dos procedimentos que fez e se sentir responsável pela morte da menina. Isso abalou não só sua carreira como também o relacionamento com Fernando, noivo e chefe. Por isso a notícia de uma herança desconhecida caiu como uma luva para ela fugir de toda essa confusão.

Alma é par, apesar de ser única.

A vó de Alma, Samanta, deixou a casa e todos os seus pertences pra neta, além de um monte de segredos que aos poucos vão sendo desvendados e desestruturando toda a base na qual cria estar firme. E é nesse momento de redescobrimento que ela percebe que ir àquela cidade interiorana pode trazer surpresas muito agradáveis, especialmente um certo vizinho.

O que é real quando tudo em que você se segurava desmorona? O que é real quando o que te mantém acesa são coisas que você não pode tocar?

Se você não sabe, esse livro é um spin-off de Sob a luz dos seus olhos (leia a resenha), no qual aparecem Elisa e Paul, e Cadu é apaixonado por ela, mas não consegue competir com esse amor. De tanto os leitores quererem saber sobre ele, ela escreveu esse outro, pra gente conhecer melhor o vizinho gato e romântico que foi lindamente desprezado. Ok, no começo achei meio chato a quantidade de vezes que Elisa era mencionada, mas entendia que ela foi o principal motivo da mudança na vida de Cadu. E as comparações também incomodaram, mas logo que ele se deixou envolver por Alma as coisas mudaram, coração e mente preenchidos por um sentimento verdadeiro.

Chris é uma escrevedora de mão cheia, que me conquistou desde o primeiro Sob (o que mais me fez chorar na vida). Enquanto a chuva caía (resenha aqui) também foi amorzinho. Mas esse eu achei mais consistente, mais crível, mais "isso pode acontecer de verdade".

Apesar de todos os seus personagens serem mais maduros, enxerguei em Alma e Cadu algo diferente. Recomeço, superação, encontro de almas... É nítido como muitas das atitudes que me incomodam nos romances juvenis não estão presentes. Se houve um mal entendido, ao invés de ficar dias sem se falar eles abriam o jogo e pronto. Esse tipo de coisa tornou a história muito mais envolvente, tanto que eu li super rápido, procurando o livro em cada minutinho vago.
Me apaixonei por Alma, lembrei por que eu tinha adorado o Cadu e me encantei com esse casal. Um relacionamento firme, sólido, um amor sensível, empático e solícito, que tem suas falhas, mas as supera com amor, diálogo e compreensão. Todos os seus passos foram no tempo certo, sem apressar ou enrolar, sem julgar ou se retrair.

- Nos livros é como se o amor fosse uma porção para dois. Só cabe neles, só funciona com eles, só alimenta a eles. VocÊ sabe que não importa o que aconteça, eles vão se amar por todo o sempre simplesmente porque são metade um do outro e, uma vez inteiros, não se aceita outra condição. Eles vão perseguir um ao outro por toda a eternidade, se for preciso, até se reencontrarem e assim voltarem a ser completos. Porque amor de verdade, Alma, é plenitude.

As reviravoltas acontecem a todo instante, o que não deixa o livro cair na monotonia. O ritmo é sempre intenso, mesmo nos momentos de calmaria. É uma história que tem tudo pra ser real, inclusive com os imprevistos e decepções que a vida nos traz.

O passado me fez querer muitas coisas, mas foi o futuro que trouxe a única que eu realmente precisava para ser feliz: ela.

Além do casal protagonista, outros personagens aparecem e ganham suas histórias paralelas. A família de Alma - avó, mãe e pai - tem algum segredo mal resolvido que ela quer entender até mesmo pra conhecer a própria história. E desde a época de Samanta há uma irmandade, amigas que tiveram filhas, que tiveram filhas, e cada geração se reúne numa amizade pré-estabelecida, mas verdadeira. No grupo de Alma, cada amiga tem seu dilema, e todas as histórias seguem no próprio ritmo, mas se cruzam a todo instante.

O que me encanta na escrita da Chris é que nos pensamentos dos personagens ela embute uma carga de reflexão tão profunda que eu terminei com um monte de quotes marcados e guardados no coração. No dia em que o galerão descobrir essa mulher, suas frases serão estampadas nas imagens fofas que circulam o Facebook e o WhatsApp e compartilhadas com muita gente se identificando.

Eu e ele até parece que somos nós desde sempre.

E por falar em autores consagrados, Mario Quintana tem uma participação especialíssima no enredo, sendo quase um personagem. Adorei as referências a ele, tanto as diretas (trechos de suas poesias iniciando os capítulos) quanto as indiretas (toda a influência dele na história). Esse detalhe deu ainda mais vida ao Cadu, e não poderia ser muito diferente quando uma professora de português cria um personagem colega de trabalho.

Essa capa... ♥ Não tem nada a ver com a de SALDSO (a não ser as duas deitadas no chão), o que confirma a independência de ambos os livros. Não precisa ler um pra entender o outro, mas se você o fizer terá uma noção melhor dos acontecimentos.

Eu só posso esperar ainda mais dos próximos livros dela, de cada textinho que ela escrever. E não acho que ela mereça o título de Sparks de saia, não. Ela é muito melhor que ele!


Sob um milhão de estrelas - Chris Melo
Fábrica231
320 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

5 comentários

  1. Giulia!
    Não li o livro anterior e gostei de saber que a autora escreveu um spin-off sobre o personagem principal que foi um queridinho dos leitores.
    Deve ser uma ótima leitura, mesmo com suas ressalvas.
    “Eu quase que nada não sei. Mas desconfio de muita coisa.” (Guimarães Rosa)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Giulia, não sabia que esse era um spin-off, para mim era só mais um livro. Entretanto, achei esse livro bastante interessante e curioso. Claro que irei querer o livro anterior para dar uma continuidade mas não posso deixar de dizer que já quero esse em mãos. Fiquei curiosa em conhecer um pouco mais sobre o Cadu, e sobre a Alma, na verdade fiquei curiosa sobre a história em um todo kk.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus! Depois de ler essa resenha e ver o quão bom é esse livro, preciso urgente ler Sob a luz dos seus olhos.
    Li apenas um conto da autora e gostei bastante da escrita dela.
    E me parece que nesse novo livro, a autora consegue prender o leitor do início ao fim, com uma história bem desenvolvida e personagens bem construídos. Parece ser uma leitura incrível e bem apaixonante.
    E o que falar dessa capa? Achei super caprichada <3
    Já coloquei o livro na minha listinha de leituras e espero ler em breve, ainda mais sendo um nacional!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Oi, Giulia!!
    Gostei bastante do livro e não sabia que ele é um spin-off da história Sob a luz dos seus olhos. Adorei a história dos dois livros e sem dúvida quero muito ler esses livros da Chris Melo!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Não sabia que esse livro era um spin-off, até tenho o outro volume em ebook, porem ainda não tive tempo de lê-lo. Pretendo fazê-lo em breve, pois vi comentários legais que me deixaram curiosa para conhecer não só a história, como a escrita da Chris também.

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)