À procura de alguém - Jennifer Probst


Ao longo de gerações, as mulheres da família Seymour apresentaram o dom de identificar sua alma gêmea através de um simples toque de mãos. Kate é a primeira a conseguir fazer essa identificação para outras pessoas. Foi por isso que, ao concluir a faculdade, ela se juntou com suas duas melhores amigas para abrir uma agência de relacionamentos.


A Kinnections é um sucesso, mas, ao contrário das expectativas, a vida amorosa de Kate é um desastre. Foram mais de cem encontros à procura da pessoa ideal, mas todos sem sucesso. É meio estranho que uma das donas da agência seja uma solteirona, mas o que ela pode fazer? Kate acredita no amor, por isso deseja um final feliz como todos os que ela promove, mas seu dom não possui radar de GPS. Para sua sorte ou azar, o destino resolve dar uma mãozinha.

Quando seria sua vez? Quando é que finalmente encontraria uma conexão para si mesma?

No vocabulário de Slade Montgomery, amor e final feliz não cabem em uma mesma afirmação. Para ele, o que existe é a atração física, e confundi-la com algo duradouro é pegar um atalho rumo ao sofrimento. A vida lhe diz isso todos os dias quando chega ao trabalho, já que sua função é justamente separar esse pobres iludidos. Sua irmã mais nova é sua única família, em quem concentra toda a sua dedicação. Quando Jane avisa que está saindo de casa e mais, que irá procurar a Kinnections para resolver seus problemas amorosos, ele decide ir atrás das charlatãs que querem enganá-la. Se elas podem encontrar um par para a sua irmã, terão que provar que são boas de verdade e encontrarem um para ele também.

Essa seria uma tarefa fácil e corriqueira para as meninas se o par perfeito dele não fosse a própria Kate. Ela, que levou a felicidade para tantos casais, precisaria conquistar um homem tão cético? Alguém tão diferente de tudo que havia imaginado? Ela se recusava a acreditar nisso.

A única maneira de encontrar a felicidade verdadeira é abrir mão do controle. O resto é só ilusão.

À procura de alguém é um romance hot bem-humorado com pitadas de magia. Quando descobri que Kate possuía um dom, achei que pudesse desandar a história, mas fui surpreendida positivamente. É bem clichê, então qualquer diferencial bem desenvolvido é bem-vindo.


Não conhecia a autora, mas o burburinho criado com a divulgação da capa me mostrou que Jennifer Probst já era bem conhecida, inclusive, queridinha de muitas leitoras brasileiras. Claro que isso aguçou minha curiosidade. Esse é o primeiro volume de uma série composta por quatro livros, cada um protagonizado por uma das amigas e sócias de Kate. Me diverti tanto que já quero o próximo.

A história é contada em terceira pessoa, em um narrativa fluida que pode te levar a concluir a leitura em apenas um dia. O desenvolvimento também contribui muito para esse acontecimento. As cenas sensuais são uma parte fundamental, mas se apresentam na medida certa, assim como a comédia. Eu ri demais com esses dois que mais pareciam cão e gato. Só preciso registrar que ela poderia ter sido menos cabeça dura, né? Se o seu dom nunca falhou, por que se negar com tanta veemência a ver o óbvio?

Você acha que sabe tudo o que eu preciso e desejo. Então prova. Me mostra a mulher que vai me fazer desistir de você sem me arrepender.

Sabe o que foi muito legal de ver? O amadurecimento dos personagens ao trilharem um caminho de desencontros até que finalmente pudessem ser felizes. Eles precisaram superar barreiras dentro dos próprios corações para que isso fosse possível. Slade não acreditava no amor, mas não conseguia nomear tudo o que sentia quando estavam juntos. Kate, apesar de tudo, tinha medo de se entregar para aquele homem que provavelmente só a faria sofrer. A evolução deles mostra o quanto todos nos precisamos estar dispostos a mudar, a ceder um pouquinho. Ninguém é dono da verdade, sempre há um lição a ser aprendida.

Um ponto alto do livro foram os personagens secundários, que aqui não foram deixados de lado em nenhum momento. Eles participam bastante e mostram que não estão ali apenas para ser um complemento. Como alguns desses personagem serão protagonistas, esse contato foi importante para fazer com que o leitor continue interessado na série. Além disso, teve um que me encantou demais. Não conheço ninguém que tenha lido esse livro e resistido aos encantos de Robert, o cãozinho de Kate. Saber que sua história e baseada em fatos reais só me emociona ainda mais.

Se você está procurando um leitura despretensiosa para passar o tempo, acabou de achar. Mas lembre-se de que ele é recomendado para maiores de 18 anos.


À procura de alguém - Jennifer Probst
Paralela
288 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Amazon

10 comentários

  1. Oi Andressa, também não conhecia a autora e pra falar a verdade tinha achado a capa bem sem graça, mas vi uma recomendação que me animou e me fez investir na leitura, e não me arrependi. A história é realmente clichê e daria até um bom filme, dessas comédias românticas que tanto amamos. Os protagonistas são opostos, mas se completam e é uma delicia acompanhar a história, também gostei muito dos personagens secundários e perdi a parte do livro que fala que a história do cãozinho Robert é baseada em fatos reais, que lindo <3 :) Amei a resenha e o livro vale muito a pena sim ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Dreeh, tudo bem?
    Como viver sem os famosos clichês né. Eu estou indecisa quanto a essa obra ainda, não sei se leio ou não. Vamos ver no que vai dar.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Esse foi o primeiro livro que li da Jennifer Probst é adorei essa historia, mesmo sendo um livro clichê, a autora consegue colocar um algo a mais que me conquistou, principalmente esse casal que gostei muito, as brigas e os diálogos entre eles que é bem engraçada, mas o Slade me irritou muito em vários momentos da historia e quero muito ler os livros das outras sócias !!

    ResponderExcluir
  4. Andressa!
    Romance já é bom e se for hot, melhor e ainda com pitada de magia, deve ser fabulosa a leitura.
    Fiquei intrigada com o dom de Kate, ao mesmo que feliz por ela também encontrar sua 'alma gêmea', mesmo que seja um cético de carteirinha, talvez aí o livro se torne ainda mais interessante por ela tentar conquistá-lo.
    Quero ler de qualquer jeito.
    “Qualquer situação na qual você se encontre é um reflexo exterior do seu estado interior de existência.” (El Morya)
    FELIZ 2017!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Também não conheço nada dessa autora e é uma surpresa pra mim ver que tantas brasileiras gostam dela. O que mais chamou minha atenção, além da livro ter um toque de magia, é o fato dos personagens secundários terem vez. Não ficam lá em torno da protagonista, esta por sinal deve passar por poucas e boas, afinal, tinha que ser o par ideal logo de um cético? kkk Isso deve gerar boas situações. Enfim, amei a dica e já está anotada.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bem humorado com pitadas de magia... já me ganhou. Li outros da autora na amazon e gostei muito. Sou apaixonada por romances e espero conhecer o casal.

    ResponderExcluir
  7. Ei, Andressa.
    Apenas pelo livro ser de romance já o quero em minha estante. A autora é novidade para mim agora, mas depois dessa resenha esse tem que ser minha primeira obra dela.
    Por mais clichê que esse livro pareça, ele possui uma história envolvente. Entretanto, ele me parece ser do tipo em que dá para você adivinhar o que irá acontecer com os personagens de cara mas com certeza quero lê-lo.
    Como você disse que é uma série composta por quatro volumes protagonizados por amigas logo me lembrei da Nora Roberts e a série do "Quarteto de noivas".

    ResponderExcluir
  8. A parte do dom não achei muito legal, não. Li um livro policial com esse "diferencial" e ele acabou perdendo estrelas por isso. Mesmo assim, hot bem-humorado me chama mais a atenção que apenas hot! Na verdade lendo a resenha me pareceu se tratar de um chick-lit, sei lá hahah eu nem entendo bem esses gêneros!
    Enfim, parece clichêzão (aliás você disse que é), mas eu leria!

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  9. Eu sou apaixonada por esses livros que tem uma pitadinha de magia. Sempre me chama atenção.
    Eu não li nada da autora ainda mas é bom saber que o livro foi bem escrito.
    Estou curiosa pra descobrir como vai ser essa série e a busca pelo amor.

    ResponderExcluir
  10. Ah que legal que é apenas o primeiro livro de uma série com quarto livros. É muito interessante quando os livros da série são cada um contado por um personagem diferente porque podemos ver vários pontos de vista. Gosto muito de um romance hot e ainda mais se for bem-humorado.

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)