Amor Plus Size - Larissa Siriani

Resenha Livro Amor Plus Size

A pessoa aqui que SEMPRE lutou contra a balança não podia deixar de ler esse livro. A Larissa já há algum tempo me surpreende com suas fotos e looks de super autoestima e empoderamento. Quando saiu o livro é claro que eu corri pra ter o meu.

Conheci a Tainá, 17 anos, obesa desde pequena, a vida toda sofrendo com o peso. Já tentou milhares de dietas e jeitos pra emagrecer, mas não adianta, a gordura é sua companheira fiel. E junto com ela vêm outros probleminhas típicos de quem não se encaixa nos padrões de beleza. Não se sentir bonita, ser zoada pelos colegas de turma, achar que não merece o amor daquele gatinho... Quem nunca?

Pra sorte dela, Isaac é seu melhor amigo desde criança, o cara com quem pode falar sobre tudo e todos sem vergonha. Ele, um apaixonado por câmeras e fotografia, sugere uma sessão de fotos num dia em que Tainá estava bem caidinha. Por um milagre divino, ela aceita! E o resultado não poderia ficar mais surpreendente.

Olhei de novo para as fotos, cujas cores e enquadramentos eu já havia decorado havia muito tempo. Aquela garota nas fotos era bonita, independentemente de seus cento e tantos quilos. Ela era sorridente e pra cima, confiante e muito, muito bonita. E ela era eu. Por que eu não podia aceitar que mais alguém visse isso? Por que eu julgava tão impossível que outra pessoa enxergasse aquilo que parecia tão claro? E por que, meu Deus, por que eu mesma insistia em me convencer de que eu estava errada, de que jamais poderia ser bonita?

Pela primeira vez ela se enxerga como realmente é, vê a beleza que tem por fora também. E não é que um amigo do pai de Isaac agencia modelos plus size? Ele vê as fotos, gosta e a convida pra trabalhar no mundo da moda!

Tudo isso acontece ainda em meio a vários conflitos. É mãe que insiste que ela tem que emagrecer, é colega de turma fazendo bullying, é trabalho em dupla com o garoto mais lindo da escola... Tem coisa a rodo pra gente ler e se identificar.

Preciso confessar que esse livro foi quase uma sessão de terapia. Várias vezes me peguei criticando a Tainá, reproduzindo o mesmo discurso que cansei de ouvir. Mas, quando parei pra pensar em mim, literalmente me colocando no lugar dela, foi um balde de realidade! Como é fácil continuar com aquelas frases prontas que destroem a autoestima e a confiança de uma pessoa! Como é importante termos nossos Isaacs pra mostrar como somos bonitas independente de padrões.

Resenha Livro Amor Plus Size

O livro aborda as questões que envolvem a obesidade - compulsão, válvula de escape, padrões de beleza... -, mas também discute anorexia e bulimia, distúrbios alimentares. Essa antítese é muito legal pra mostrar que magreza não é sinônimo de saúde, bem como gordura não é sinônimo de doença. São assuntos pouco abordados e comentados que têm influência em muitas áreas: beleza, autoestima, relacionamento, aceitação...

As partes que mais doíam eram aquelas que retratavam como a pessoa se torna invisível por não se encaixar nos padrões que a mídia determina. De tanto que os outros param de olhar, a pessoa começa a aceitar que ninguém a enxerga, que nunca vai ser admirada e amada... Senti todas as dores junto com Maitê.

Minha única "frustração" foi que eu esperava um foco maior na carreira de modelo, e isso foi só um pedacinho da história. Acho que fiquei com essa ideia na cabeça por conta do booktrailer. Queria saber um pouco mais dessa vida de modelo plus size. Mas já amei quando ela citou a Fluvia Lacerda. ♥

Leiam! Coração aberto pra praticar e empatia e, quem sabe, mudar seu olhar com pessoas gordas. Ser gorda não é defeito, não é demérito, não é xingamento. Ser gorda é um fato, e ninguém vai me diminuir por causa disso. Nem eu mesma.

Resenha Livro Amor Plus Size

Amor Plus Size - Larissa Siriani
Verus
280 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Americanas | Saraiva | Amazon
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

Um comentário

  1. Oi Giulia,
    Quero muito ler esse livro, adorei a proposta, amo histórias assim, onde podemos acompanhar o crescimento pessoal do personagem, e através da sua jornada de aceitação tirar belas lições pra vida. Eu sofria muito com bullying (na época nem existia esse termo ainda) mas por ser magra e alta demais, e ainda sofro com isso, sei muito bem como essa imposição dos padrões estéticos afetam a autoestima de uma pessoa. É isso mesmo “magreza não é sinônimo de saúde, bem como gordura não é sinônimo de doença.”
    Beijos

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)