A Aposta - Rachel Van Dyken

 
A família de Kacey foi vizinha dos Titus a vida inteira e eles eram como uma segunda família para ela. Quando algo de ruim acontecia, era para a casa da árvore deles que ela corria; a matriarca deles era como uma avó para ela também; e por aí vai. Jake Titus, o filho mais novo, foi seu primeiro amor, seu primeiro beijo, seu primeiro tudo, mas também foi o melhor amigo que Kace já teve. Travis Titus foi totalmente o oposto! Ele sempre foi implicante, vivia fazendo-a chorar e, mesmo depois de crescidos, juntar os dois era sinônimo de briga. O que ela nunca soube é que essas atitudes encobriam os verdadeiros sentimentos do garoto e que antes de compreender o significado do que sentiam os irmãos fizeram uma aposta: quem se casaria com ela?

- Quer apostar?
- Quero! - zombou Travis. - Aposto. Um milhão de dólares!

Um acidente forçou a interrupção da amizade entre as famílias, e o principal elo entre Kace e os Titus era Jake. Era por ele que ela continuava voltando para casa nas férias e datas festivas. Ao contrário do que se imaginaria, a amizade entre eles perdurou por muitos anos, mas sucumbiu a uma noite de bebedeira durante a faculdade. Eles ultrapassaram um limite que não tinha volta e em poucos meses não eram mais do que meros conhecidos.

Mas pra quem você liga quando transa com seu melhor amigo? Quando a única pessoa que te entende é aquela que nem consegue te olhar?

Então imaginem a surpresa de Kace quando seu ex-melhor amigo entrou em contato pedindo ajuda. Jake estava no caminho para assumir a empresa da família, mas, depois de se envolver em um escândalo, precisava agir rápido para se redimir com o conselho e seus familiares. Uma noiva de fim de semana era a solução ideal o único problema era que seus pais não acreditariam em qualquer uma. Só uma mulher havia lhe conquistado: Kacey.

Depois de tudo que Kace havia sofrido, do tempo que levou para cicatrizar a ferida feita por Jake, a resposta deveria ser óbvia, e ele sabia disso. Então a chantageou um pouquinho, envolvendo sua avó na história, e dias depois Kace estava embarcando rumo aos braços da família que um dia foi tão importante para ela. O fim de semana seria absurdamente longo e, de certa forma, imprevisível.



Alguns livros têm uma proposta tão clichê, que fica difícil justificar o porquê de eles nos envolverem tanto e A Aposta é um desses livros. Eu iniciei a leitura como quem não quer nada, mas quando percebi a noite já tinha virado madrugada e eu estava concluindo a história. A primeira coisa que passou pela minha cabeça ao iniciar a história foi um triângulo amoroso com uma mega disputa entre os irmãos, mas se eu contar que efetivamente não acontece nada disso vocês vão acreditar? A narrativa não é tendenciosa, mas em poucos capítulos o leitor percebe as intenções da autora para seus protagonistas. Essa previsibilidade poderia ser um ponto negativo se Rachel Van Dyken não tivesse conduzido bem o desenrolar dos acontecimentos, mas ela foi incrível e eu já estou louca pela continuação!

Esse é o primeiro livro de uma trilogia em que cada história apresenta um casal protagonista diferente. Eles já deram todas as indicativas de que o próximo casal será composto pela Char, a melhor amiga de Kacey, e o irmão Titus que permaneceu solteiro. Essa história teve um ar mais romântico, mas imagino que a O desafio será tiro, porrada e bomba. Ansiedade me define.

Sério, não é todo dia que uma amiga fica bêbada por você. Mas Kacy entendia. Char era o tipo mais verdadeiro de amiga. Quando Kacey chorava, Char chorava. Quando Kacey ameaçava matar Jake, Char se oferecia pra pagar um assassino de aluguel. Quando Kacy finalmente superou Jake e passou a tratá-la como o homem de quem me recuso a dizer o nome, Char foi além e deu a ele o apelido de Canalha.

Fui cativada por todos os personagens, inclusive pelo canalha do Jake, mas o maior destaque é a vovó Nadine. Ela tem oitenta e cinco anos, mas dá de dez a zero em muito jovem por aí. Apesar de ser um amor de avó, Nadine não tem papas na língua. Fala tudo que julga necessário dizer e não tenta esconder de ninguém seu envolvimento com o vizinho da frente. É, a velhinha tem uma vida sexual bem ativa, e eu chorei de rir com as situações constrangedoras às quais ela submetia sua família.

Eu gosto muito da fotografia da capa, mas não consigo gostar dela como um todo. Essa letra fina me passa uma impressão tão amadora, mas ainda assim é melhor do que a original. Apesar de ser confortável para a leitura, senti que a fonte utilizada da diagramação estava um pouco maior do que de costume. A editora poderia utilizado o tamanho padrão e economizado algumas páginas na impressão, mas enfim.

Se você está precisando de um livro leve e descontraído para passar o tempo, essa é uma ótima indicação, inclusive para você que não é fã de romances hot (porque todos os elementos desse livro nos levam a crer que é esse o caso). As cenas mais picantes são tão raras no livro que nem dá para levar em consideração.



A Aposta (A Aposta #1) - Rachel Van Dyken
Suma de Letras
288 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon
Andressa Leal
Andressa, Dressa, Dreeh. Carioca e Tricolor. Na casa dos vinte. Futura noiva. Viciada em The Sims, fotografia e livros. Acredita que ter um blog é a melhor forma de juntar sua profissão com suas paixões.

6 comentários

  1. é um livro para rir muito! eu adorei e estou apaixonada nessa familia! e com muita saudade!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Uau,se é um livro divertido e sem cenas exageradamente picantes, com certeza quero conferir.
    E como você se encantou com a vovó Nadine,quero conhece-la.

    Pensei que os irmãos iam disputar o coração de Kacey,com unhas e dentes,mas me surpreendi novamente, sabendo pela resenha que não será bem assim.

    Bela dica!

    ResponderExcluir
  3. Oi Dreeh,
    Quero muito ler essa trilogia, está na minha lista de desejados há meses. Adoro livros com a combinação de diversão e romance, e essa vovó pelo jeito é uma figura, já estou cativa por ela. Preciso dos livros na minha estante agora! Estou ansiosa para começar a ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Lendo a sua resenha, fiquei com vontade de dar uma chance para esse livro. Sempre vi ele como um livro cheio de clichês românticos, sendo que não sou muito fã de romances, nunca havia me interessado. Agora estou querendo conhecer a vovó Nadine. Haha. É tão bom quando os personagens do livro nos cativam <3

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha.....
    Quando eu vi na sua resenha que ela aceitou casar com Jake eu pensei:"Em que confusão ela se meteu?" ela pode até gostar de dele, mas ele meio que a chantageou, e o Travis "O Garoto Problema" já amei ele...

    ResponderExcluir
  6. Também achei bem clichê, porém, quero muito ler pelo menos o primeiro livro da trilogia.
    TODAS as resenhas que li foram muito positivas e só elogios, ainda mais pra vó Nadine, que parece ser bem loucona kkkk to mais com vontade de conhecer ela, do que os demais casais kkkkk
    Mais um que tenho que apressar e ler logo, pois a cada resenha, me vem aquele arrependimento de não ter conhecido essa família antes, rsrsrs
    bjoss

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)