Boomerang - Noelle August

Resenha Livro Boomerang

Com certeza você já ouviu várias histórias começando com um casal acordando juntos e não se lembrando de nada do que viveu na noite anterior. Pois bem, Mia e Ethan são mais dois desmemoriados que se veem sem roupa dividindo a mesma cama. O problema é que, seja lá o que aconteceu, foi justo na véspera do primeiro dia do estágio que pode mudar a vida dos dois.

No dia mais importante da minha vida, acordo pensando: Ah, merda, cadê minha calcinha?

Depois da estranheza inicial, eles se entendem e dividem um táxi. Só não poderiam imaginar que o destino de ambos era o mesmo. Pior! Vão trabalhar juntos, concorrendo a uma única vaga de emprego. Detalhe: é proibido relacionamento entre funcionários. Se a situação já era esquisita, piorou ainda mais! Mia e Ethan precisarão resistir à tentação de conviverem diariamente enquanto disputam a atenção do chefe.

Mia é uma cineasta romântica e sonhadora, Ethan é um jogador que não pôde seguir a carreira e virou um ótimo treinador. Cada um quer o emprego por um motivo: ele precisa da grana pra seguir com os estudos e ajudar os pais; já ela vem de uma família com condições, mas quer financiar um projeto muito especial de modo independente.

Como você pode imaginar, os clichês estão presentes, com um final bem previsível. Mas isso não tira a graça da leitura. A história é envolvente, daquelas com as quais a gente se identifica por já ter vivenciado algo parecido. Insegurança, busca pelo primeiro emprego, competição no mercado de trabalho, dificuldades financeiras para pagar a faculdade, problemas familiares, vontade de passar uma boa impressão... Quem nunca?

Resenha Livro Boomerang
Eu crente que Noelle August era uma pessoa, na verdade é um pseudônimo pra parceria entre Veronica Rossi e Lorin Oberweger. Não conheço nenhuma das duas, mas super aprovei a escrita em conjunto. Com narração, intercalada entre os dois protagonistas, elas desenvolveram tão bem a história que eu me vi devorando o livro em dois dias, isso porque tinha que trabalhar e não dava pra continuar lendo.

Ah, Mia, penso. Você está ferrada.
Por causa do corpo dele, com certeza: sua solidez elegante, senti-lo encostando em mim. A sensação de tudo ser exatamente como tinha que ser, molécula a molécula.
Mas posso resistir a um corpo. Estou ferrada por causa do seu sorriso, por causa daquela covinha que se forma quando ele ri, de seus dentes retos e perfeitos, exceto por um incisivo ligeiramente torto. Estou ferrada por causa de suas sobrancelhas grossas, sérias, o nariz angular perfeito, seus olhos que parecem uma poça de chuva. Estou ferrada, acima de tudo, por causa de sua bondade, que se irradia por todos os poros.

Não posso deixar de elogiar as autoras por tratarem de um assunto importante de uma forma leve e totalmente inserida no contexto. A vó de Mia tem Alzheimer e vive passando por situações delicadas. Foi muito gostoso vê-la sendo tratada pela família com amor, cuidado e respeito.

Resenha Livro Boomerang

Preciso dizer que curti mil vezes mais a capa original. Não acreditei que Mia e Ethan, com 21 anos, fossem esse casal com cara de mais velho da capa. A foto da edição americana tá mais divertida, combinando com a história, além de não mostrar rostos, deixando a nossa imaginação livre. Fora isso, o trabalho da editora tá satisfatório, com papel pólen e uma diagramação confortável.

Boomerang é uma trilogia, e os outros dois volumes contarão a história de outros casais. Já fui espiar pra ver quem serão os próximos pombinhos e nem imaginei que as autoras iriam juntar personagens tão diferentes. Ansiosa pra ver no que vai dar isso aí. ;D

Resenha Livro Boomerang

Boomerang (Boomerang #1) - Noelle August
Galera Record
350 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

8 comentários

  1. Esse livro tem se mostrado bastante promissor. Os comentários que tenho visto estão muito positivos, embora percebe-se que o livro é um tanto clichê. No entanto, mesmo clichê, se for bem desenvolvido, pode realmente fazer com que a gente se identifique, não é? Gostei muito da proposta. Aliás, suas fotos estão ótimas.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Achei bem fofinho! Não morro de amores por esse tipo de livro, mas de vez em quando gosto de pequenos romances pra dar uma suavizada entre leituras mais pesadas… Também não gosto de livros com rostos, prefiro a liberdade de não ter uma imagem dos personagens já certa na cabeça.

    ResponderExcluir
  3. Já gostei, um romance cheio de percalços no caminho e com tudo pra dar errado, isso sim é um clichê que a gente ama ler. kkkkkkkkkkk Já imaginei aqui um monte de cenas dessas onde eles estão quase se pagando e o chefe chega. kkkkkkkkkkk, super quero ler. E esse livro mesmo sendo tão recheado (mais de 400 páginas) deve ser o tipo de leitura para se ajudar a sair de uma ressaca literária com estilo. Ps: eu não leria pela capa. hihihihi

    ResponderExcluir
  4. Oie,livros assim me fazem sempre compará-los com filmes bem românticos da Sessão da Tarde. E devo dizer que adoro!
    Sim,o final é esperado. E também bem clichê, mas cá entre nós,tem lá o seu encanto!

    E assim que der vou ler! :)

    ResponderExcluir
  5. É a primeira resenha que leio desse livro, antes não sabia da trama mas agora já tem minha atenção, com certeza amaria o livro mesmo sendo clichê. Gosto quando os autores consegue colocar doenças em suas obras, como o Alzheimer, de maneira simples mas com vários ensinamentos. Achei a capa linda, mas também me incomodaria pelos modelos serem mais velhos do que no enredo.

    ResponderExcluir
  6. Oi Giulia,
    Estou de olho nesse livro desde a sua divulgação, gosto de livros do gênero New Adult, e clichê quando é bem escrito é sempre bom hahaha. Mas confesso que estou com um pouco de receio de ler esse livro, pois os comentários estão bem divididos, mas como uma boa leitora apaixonada por livros leves e envolventes, vou anotar a dica e procurar ler esse livro quando estiver buscando uma leitora despretensiosa após uma ressaca literária.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Apesar de não ler muitos romances, principalmente os que tem clichê, achei a história bem interessante. Gostei também de as autoras terem criado uma personagem com Alzheimer. Estou ansiosa para conhecer mais sobre a vida de cada um deles.

    ResponderExcluir
  8. GiuliA!
    Achei que já havia comentado aqui.... afffeeee!!
    Adoro os NA, embora faça um tempinho que não tenha lido algum, porque andei me cansado sempre do mesmo enredo.
    Esse parece um tanto melhorado e hilário, fiquei interessada.
    “A sabedoria é um adorno na prosperidade e um refúgio na adversidade.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)