Você se lembra de mim? - Megan Maxwell

Na década de 60, o americano Teddy foi servir na Alemanha, onde conheceu Carmen. Eles se apaixonaram e desse relacionamento nasceu Alana. Mas logo estourou a guerra, e isso mudou completamente a história do casal. Esse foi um grande trauma pra filha, que acabou se tornando avessa ao amor. A adulta Alana é uma jornalista dedicada, independente, apaixonada pelo trabalho. Até que sua vida toma novos rumos quando é enviada a Nova York para uma matéria sobre a cidade.

Joel Parker mexeu com Alana, não apenas pela atração imediata, mas também pela boa companhia. Só que ele tem um defeito considerável: ele é militar, capitão da Marinha, assim como o pai dela. Com medo de viver o mesmo que os pais, Alana some e não deixa rastros, se afastando totalmente do homem por quem se apaixonou. Mas fugir de um lugar não é o mesmo que fugir dos próprios sentimentos. Agora ela precisa decidir se vai se deixar travar pela história triste que sua mãe viveu ou dar oportunidade à felicidade.

Como sempre ouvi minha mãe dizer, podemos enganar as pessoas e a nós mesmos, mas ao coração não se pode enganar. Ele é o primeiro a saber o que está acontecendo e, sem dúvida, meu coração sabe que amo esse americano.

Amo quando as histórias têm um quê de experiência pessoal porque fica tudo mais intenso, mais profundo, mais verídico. A primeira parte, que conta sobre os pais de Alana, é inspirada na mãe da autora, e creio que a segunda parte é o que ela desejaria que tivesse acontecido de fato. Não é uma história rasa, simples, mas sim um pouco de sua própria vida romanceada nas páginas do livro. (Uma observação lindinha: no final tem fotos da infância da Megan junto com seus pais).

Foi uma delícia viajar e conhecer não apenas a Nova York de hoje como principalmente a Alemanha do passado. Saber mais sobre a cultura, as pessoas, a época... adorei essa parte. Todo livro que envolve guerra mexe um pouco comigo, fico imaginando como eu reagiria se vivenciasse isso lá atrás, como seria se explodisse outra hoje (ainda mais porque eu e meu marido somos militares)... É um tempo de reflexão no meio de uma pausa para o entretenimento.

Olá, você se lembra de mim?
[...]
Não sei quando esta carta chegará nem quando tornarei a vê-la. Mas o que sei é que amo vocês duas e desejo que você cuide dela para que quando crescer ela possa cuidar de você. Ambas são reais, as duas são meu mundo, e nada poderá impedir que eu as recorde.

Tem romance, tem muito romance! Pra quem gosta daquela coisa mais fofa, Carmen e Teddy vão encantar. Os mais chegados na pegada sensual vão curtir Alana e Joel. Mas não é nada explícito, as cenas mais íntimas são sutis, tornando o momento ainda mais bonito.

Os protagonistas obviamente eram o foco do livro, mas nem por isso os secundários ficaram apagados. E destaque pras personagens femininas, que mostraram força e deram um show, mesmo lá atrás, numa época ainda mais machista e conservadora.

Pra quem nunca leu Megan Maxwell, esse pode ser um bom livro pra começar. Esse foi meu primeiro contato com sua escrita, não tenho como comparar, mas já vi algumas pessoas falando que é bem melhor do que os outros livros dela, especialmente os hot. Então fica a dica: não se assuste com o número de páginas e se jogue na leitura, você vai gostar!

Você se lembra de mim? - Megan Maxwell
Essência
496 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Fnac
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

6 comentários

  1. Giulia,ainda não li nenhum livro da autora. Talvez pelos anteriores a esse serem bem picantes. Houve um tempo que eu gostava de livros hot,mas ando dando preferência a histórias mais leves e fofas,como você bem nos contou.
    Achei o enredo do livro maravilhoso!
    Essa junção de romance,guerra,assuntos passados e traumas familiares,tem tudo para agradar.

    ResponderExcluir
  2. Eu li Vai Sonhando! da autora e amei e desde que vi esse lançamento tô querendo ter a oportunidade de lê-lo. Todas as resenhas que vi dele até agora possuem muitos elogios e o fato dela trazer uma parte da vida dela para os livros deve ser muito especial e aumentar o laço que ela já tem com os fãs.
    P.S: Acho essa capa linda :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Giulia,
    Faz tempo que quero conhecer a escrita da Megan Maxwell, a série Peça-me o que quiser está na lista há um bom tempo, mas acho que vou seguir a tua dica e ler Você se lembra de mim? antes, já que é um livro único.
    Confesso que quando vi o lançamento desse livro não dei muita atenção, mas agora vi que estava enganada. Gosto desse tipo de livro onde a história tem como pano de fundo a guerra, isso torna a leitura mais intensa e profunda, e sempre mexe muito comigo.
    Não tinha visto que eram tantas páginas assim, mas isso não em assusta nenhum pouco, pelo contrário, fiquei ainda mais interessada em ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Estou doida pra ler esse livro, curto muito a escrita da Megan Maxwell, parece ser bem emocionante e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Ainda não li nada da Megan Maxwell, mas estou bem interessada nessa historia, achei bem legal temos a primeira parte do livro baseado em uma historia real e fiquei curiosa para saber como ira acabar as duas historia e achei bem legal que temos personagens secundários bem desenvolvidos pois deixa a historia mais interessante e divertida !!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)