Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum

Resenha Livro Três Coisas Sobre Você

Lidar com o luto já não é fácil, mais difícil quando a pessoa que partiu foi a mãe, pior ainda quando o pai resolve se casar de novo e mudar de cidade. Jessie não está vivendo seus melhores dias. Sem a melhor amiga e o costumeiro frio da sua cidade, agora precisa morar numa casa que não considera sua, cada vez mais distante do pai e enfrentando a novidade de uma madrasta, o filho dela nem um pouco simpático e todo o bullying de aluna nova na escola. Pra completar a esquisitice da situação, logo no começo das aulas ela recebe um e-mail com dicas de como enfrentar o ensino médio assinadas por Alguém Ninguém.

Ela até quer ignorar o desconhecido, mas a ideia de ter um guia e uma pessoa com quem desabafar é tentadora demais. A troca de e-mails que começa discreta logo vai ganhando espaço e importância a ponto de Jessie considerar o AN como um amigo. O único problema é que ela não faz ideia de quem ele é, e ele sempre faz questão de dizer que a observa.

Resenha Livro Três Coisas Sobre Você

AN está sempre disponível, não importa a hora do dia. Eles conversam sobre tudo, de fatos na escola a sentimentos comuns. Até que, sem perceberem, começam a brincadeira das três coisas: todo dia falam três coisas sobre si ou que aconteceram, bobas ou profundas. Há pequenos flertes nas falas de ambos, mas acima de tudo há uma confiança mútua, de poder abrir o coração e contar aquilo que angustia, principalmente porque viveram experiências parecidas. É daí que surge a frase da capa: "E se a pessoa de quem você mais precisa for alguém que você nem conhece?"

Os dias perfeitos são para pessoas com sonhos pequenos, possíveis de serem realizados. Ou talvez para todos nós eles só aconteçam em retrospecto: só são perfeitos agora porque contêm alguma coisa irrevogável e irrecuperavelmente perdida.

Esqueça toda a maturidade quando pegar Três Coisas pra ler. A começar por essa capa rosa cheia de desenhos, que você consegue associar com o passar dos capítulos. É pegar e esquecer o mundo até descobrir quem é o tal AN. A curiosidade é tanta que chega a dar uma comichão absurda de ir lá no final pra descobrir e poder voltar pra continuar em paz - confesso que só não fiz porque tava lendo com uma amiga e não queria "traí-la".

Graças a Deus nunca passei por um luto tão pesado quanto o da Jessie e minha mãe tá bem vivinha. Mas consegui sentir sua angústia, a saudade que sente da mãe e da vida antiga, a sensação de que não se encaixa nessa nova realidade, a dificuldade de fazer novas amizades...


Dos três meninos que poderiam ser o AN, de cara eu gostei do Ethan, aos poucos fui curtindo do Liam e hora nenhuma o Caleb fez meu coração bater mais forte. O Theo, filho da madrasta, me causou sentimentos controversos. As três amigas de Jessie, tanto a antiga quanto as novas, poderiam facilmente ser minhas amigas também. Sobre o pai dela, cara, por mais que eu tivesse me esforçado pra entendê-lo, não rolou tanta empatia; ele poderia ter olhado menos pro umbigo e pensado além dos próprios interesses.

Não era thriller ou policial, mas fiquei levantando várias teorias e suspeitos. E não apenas acertei quem era como desenvolvi a explicação perfeita! *faz a dancinha da vitória* PRECISEI colocar o quote abaixo porque me definiu durante os 34 capítulos.

Mas acima de tudo acho que ele não é o AN porque quero que ele seja o AN, e esse é o modo mais rápido de isso não acontecer: eu querer tanto.

A autora deixou a história fechada, mas achei que poderia ter mais algumas páginas pra gente curtir o romance. Não espero uma continuação, não há necessidade, mas um epílogo cairia bem.

Essa foi uma grande aposta da Arqueiro, inclusive com uma ação de devolver o dinheiro caso a pessoa não gostasse da leitura. Eu não devolveria meu livro mesmo, simplesmente porque adorei! Me deixei levar pela história e fiquei completamente envolvida na ânsia de descobrir quem era o AN. Maaaas, depois que passou o desespero, que eu voltei a pensar que nem gente, percebi algumas coisas que só analisando friamente mesmo.

Chega a ser perigoso romantizar uma relação anônima via internet, ainda mais com adolescentes. Cara, já pensou isso na vida real? Não poderia ser um pedófilo, um traficante a la Morena? Jessie não apenas deu corda pro AN como passou informações importantes pra ele, como telefone, local de trabalho e detalhes de seu dia a dia. Fora que ela sabia que ele a observava, será que não bateu um medinho hora nenhuma? Enfim... pro público-alvo não é o melhor exemplo.

Gostei muito da capa nacional, que fugiu totalmente da ideia da original. Mas tenho que admitir que a ideia dos waffles é super amorzinho e tem tudo a ver com a história, fora que é bem conceitual. Não sei qual é a minha preferida.

Se você quiser ler, separe uma tarde inteira, de preferência com suprimentos alimentícios do lado. Se a curiosidade não bater forte, me ensina, pelamor! E, se compartilhar do mesmo desespero que eu, vem me contar depois!


Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum
Arqueiro
288 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

7 comentários

  1. Oi!!!
    Como sou curiosa não posso te ensinar a não ser.rs
    Eu também me sentiria da mesma maneira que você se sentiu:ávida por descobrir quem é o AN.
    E como boa curiosa que sou,já estou cheia de vontade de ler o livro.
    Boa indicação! 😊

    ResponderExcluir
  2. Essa é a segunda resenha que eu leio desse livro só hoje e realmente parece muito bom, a capa é maravilhosa e chama a atenção de qualquer um. Adoro história com essa temática, quero muito poder le-lo futuramente

    ResponderExcluir
  3. Oi Giulia, já tô curiosa pra saber quem é só pela resenha rsr. O livro parece ser um amorzinho e na ficção tudo pode, mas o alerta que vc fez no final é bem importante, não se pode passar informações pessoais a desconhecidos pela internet, é um risco muito alto não saber quem está do outro lado. As duas capas me encantaram <3

    ResponderExcluir
  4. Oi Giulia,
    Aprendi a amar e valorizar as histórias jovens, leves e cativantes, adoro as mensagens de reflexão que esses livros trazem. Quero muito ler esse livro, principalmente devido a grande repercussão da editora, apostaram muito para que esse livro seja um sucesso.
    Que personagem mais cativante essa Jessie, passar por tudo isso e ainda assim seguir em frente, gostei dessa garota. Já estou prevendo essa comichão durante a leitura inteira kkkk e que ansiedade vou ter (já tenho) para descobrir quem é esse tal NA.
    Espero me surpreender com essa história envolvente e despretensiosa, pois adoro livros que abordam assuntos intensos de uma forma mais leve, sem muito drama, pelo jeito ela soube conduzir esses temas com maestria.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Antes de tudo: meu deus, que capa fofa!
    Só fiquei conhecendo o livro faz pouco tempo, em um post de lançamentos. O título me soou super interessante, mas a ideia dos emails me broxou um pouco no início, pois tenho um com essa ideia mas ainda não li por isso: tuitando o amor. Agora eu estou em dúvida se realmente quero ou não ler o livro, acho que vou deixar passar mais um tempo, ler mais algumas resenhas (a sua foi a primeira) e ver como este sentimento se desenvolve.

    ResponderExcluir
  6. Minha capa preferida foi a brasileira, muito porque eu não li e por isso não consigo associar o waffles com a história rs.
    Já tinha visto esse livro na lista de lançamentos da Arqueiro mas não sabia do que se tratava, e gostei bastante do assunto. Realmente, é impossível entender a dor de alguém que perdeu parentes muito próximos, nunca aconteceu comigo, mas só de imaginar da um nó no peito. A situação pela qual a protagonista passou não é nada fácil e isso justifica em partes tanta confiança nesse AN, mas é claro, o exemplo não é nada bom.
    Ótima resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Não pensei que iria gostar tanto dessa historia, mas ao longo das paginas o mistério sobre quem é AN, foi me deixando bem interessada nessa historia e doida para poder descobrir também, gostei muito da historia no começo pensei que seria um livro bem triste, mas parece que a autora soube dosar na medida certa nessa historia e se tiver oportunidade quero muito ler essa historia !!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)