Pecados no inverno - Lisa Kleypas

Esta resenha pode conter spoilers dos outros livros. Mas dá pra ler depois do primeiro quote
Segredos de uma noite de verão
Era uma vez no outono

Resenha em parceria com a Andressa, do blog Mais que Livros

Depois daquele final desesperador de Outono, bateu uma agonia pra saber o que Evangeline ia aprontar. Como assim ela perdeu o juízo e propôs casamento ao cara que raptou sua amiga e noiva seu melhor amigo? Foram meses com aquela dúvida na cabeça, o que a levou a uma atitude tão absurda. Pois bem, Inverno chega trazendo todas as respostas.

Evangeline precisa fugir da casa dos tios rápido. Toda a timidez e gagueira são reflexo dos maus-tratos sofridos em casa. Seus tios a maltratam física e psicologicamente, deixam sem comida e privam de amor. Quando se vê em um beco sem saída, enxerga uma opção - ainda que aparentemente surreal - no casamento com Sebastian. Ele, por sua vez, tem nome, status e fama de libertino, mas suas finanças andam de mal a pior por causa da má administração do pai e precisa urgentemente casar-se com uma esposa rica para manter seu padrão de vida. Um perfeito casamento por conveniência está formado.

- Entendi. Então podemo descrevê-la como uma vítima voluntária?
- Uma vítima ansiosa - respondeu Evangeline sucintamente, parecendo querer partir imediatamente,
- Meu tipo favorito - [...].

O trato é simples: eles se casam e consumam o casamento. Ele garante a fortuna, mas reserva a ela uma parte do dinheiro; ela promete fazer vista grossa às escapadas dele; sexo nunca mais depois da noite de núpcias. Tudo muito claro desde o início. Mas vocês já sabem que não dá pra mandar no coração, né? Muito menos nos hormônios.

O livro já começa eletrizante, com a fuga de Evangeline da família para o casamento apressado. Nos primeiros capítulos já temos tensão, início de romance e cenas quentes. Um começo bem interessante que prende o leitor e deixa desesperado pra saber o que, afinal, dará errado mais pra frente pra ser o clímax.

Evie não é aquela mocinha que faz a diferença. Seu sofrimento fez com que ela se retraísse e não desenvolvesse habilidades sociais. Tímida, gaga e nem um pouco autoconfiante, ela se vê aquém dos outros pelo seu histórico de rejeição. Por isso mesmo, se contenta com muito pouco e valoriza as pequenas coisas.

Não notá-la? Maldição. Teria dado um fortuna para que isso fosse verdade. Estivera torturantemente consciente de cada palavra e gesto de Evie, ansiando por vislumbrá-la.

Sebastian é aquele clássico libertino que se preocupa com o próprio prazer e cria um escudo contra sentimentos. Além de lidar com a novidade de um casamento, os acontecimentos o farão enfrentar Westcliff e Lilian, o casal que tentou destruir pouco tempo antes. Será mais do que uma mudança emocional, mas de valores e conceitos até então desprezados por um nobre mimado a vida inteira. Não há mudanças milagrosas, ele passa precisa passar por uma provação antes de dar o braço a torcer. No fundo, ele é aquele tipo de pessoa que tem um coração bom, mas manter as aparências é muito mais prático.

O romance não é rápido nem arrebatador, mas daqueles construídos sob a pressão das dificuldades. Evie não possui qualquer ilusão sentimental com relação ao marido, mas, depois de ser rejeitada por todos que deveriam cuidar dela, os pequenos gestos de preocupação oferecidos por Sebastian acabam amolecendo seu coração contra sua vontade. Do outro lado, Sebastian se surpreende com a força de Evie, a quem sempre julgou frágil e desinteressante. O jeito amedrontador com que a olhava não era nada perto dos maus-tratos que Evie havia sofrido, por isso era fácil pra ela se manter impassível. Além disso, ele foi uma solução para que obtivesse liberdade. De que adiantaria se abaixasse a cabeça para concordar com tudo que ele determinava?

- Quero respirar o ar de seus pulmões e deixar as minhas marcas em sua alma. Quero lhe dar mais prazer do que você pode suportar. Quero fazer amor com você, Evie, como nunca fiz com ninguém.

A capa já havia sido divulgada, mas ficou melhor ainda depois da leitura. O livro evidencia bastante os cabelos ruivos e as sardas de Evie, então relacioná-la com a modelo ao olhar se torna fácil. Além disso, o olhar baixo passa o ar de timidez que a personagem possui. Ótima escolha!

Ah! Quem já leu Os Hathaways, outra série da autora (já publicada pela Arqueiro), vai se surpreender com um personagem aqui. Por alguns instantes de desilusão, shippei ele e Daisy, mesmo sabendo que não poderiam ficar juntos (já que o tal personagem faz parte da outra série, né? rs).

Depois de não atingir as expectativas com o livro anterior, Pecados no inverno voltou para nos arrebatar. A história tem sua cota de surpresas e previsibilidade, mas consegue agradar os fãs do gênero com todos os elementos que nos fazem suspirar. Agora é esperar por Escândalo na Primavera, o desfecho da série e o final feliz da caçula das Flores Secas. Já ansiosa pra saber se Daisy irá encontrar "um homem bom, que goste de longas caminhadas e livros e seja adorado por cães e crianças". Missão difícil, mas não impossível pra Lisa Kleypas.

Pecados no inverno (As Quatro Estações do Amor #3) - Lisa Kleypas
Arqueiro
256 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

7 comentários

  1. Não li ainda os primeiros livros.Mas mesmo contendo alguns spoilers,li mesmo assim.
    Gosto de romances de época;Mesmo sabendo que a grande maioria é mais ou menos semelhante.Onde um libertino se apaixona pela mocinha em apuros.

    Só nào li ainda,pois os preços estão de lascar.
    Mais vou ler ainda. :)

    ResponderExcluir
  2. Eu amo os livros da Lisa e essa série esta entre as minhas favoritas, assim como o gênero, o que me deixa bem ansiosa por essa leitura. Mocinhas que tem um histórico de repressão, física e emocional, geralmente nos proporcionam histórias ótimas de superação e aprendizado e tenho certeza que vou sair encantada com a história de Evangeline e Sebastian, que era vilão e agora é mocinho (nem sei ainda como me sinto com relação a isso). Então, só me resta ler e espero amar <3

    ResponderExcluir
  3. eu tinha certo receio de ver como a Lisa trabalharia esse quase "vilão" por assim dizer, pois vamos combinar depois do que ele aprontou no livro passado ficar de é atrás era uma necessidade, mas me surpreendi pela trama doce, romântica e fluida, a redenção perfeita!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Giulia,
    Romance de época é meu gênero literário favorito ♥ então é claro que essa série está na lista de desejados. Apesar de que no inicio estava programando somente iniciar a leitura após o lançamento do quarto livro, pelo jeito não vou conseguir cumprir isso não hahaha. Já li outras resenhas que elogiam muito esse livro, que é o melhor da série até o momento, e agora depois de saber um pouco mais como será essa história tão apaixonante o sentimento é de que preciso iniciar a leitura dessa série pra ontem.
    Já li o primeiro livro da série Os Hathaways, e confesso que achei razoável, e minha leitura atual é A Protegida, e já posso dizer que estou amando esse livro, estou completamente fascinada com toda a carga envolvida na história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. É muito interessante as abordagens que a Lisa tem do papel da mulher na sociedade. Pela resenha este deve ser muito bom. Mais um pra lista de desejos

    ResponderExcluir
  6. Não sou muito fã de romances de época, li apenas um e tive uma grande decepção. Foi "O Duque e Eu", acho que fui com muita sede ao pote devido aos inúmeros comentários positivos, e acabei odiando! Nenhum dos protagonistas me convenceu e achei a história forçada. Entretanto, essa série parece ser melhor construída e o casal principal mais bem explorado.
    A modelo da capa é linda e passa uma imagem de timidez e meiguice, o que combinada bastante com a protagonista feminina.
    Com certeza darei mais uma chance ao gênero, e essa série está na minha lista de prioridades!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não tinha lido nenhum livro dessa serie mas gostei tanto da historia dessa que peguei o livro para ler e adorei a historia, com certeza não é um romance arrebatador mas é bem legal ver como ele vai crescendo as poucos e gradativamente, gostei muito dos personagens e que me conquistaram e com certeza essa capa combina muito com a historia, deu certinho com a Evie !!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)