O Círculo - Cate Tiernan

Esta resenha NÃO contém spoilers do primeiro livro da série.
Livro das Sombras



Título: O Círculo (Coven #2)
Autor(a): Cate Tiernan
Editora: Galera Record
Nº de páginas: 224
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Cultura
Nota:

Uma história sobre bruxas modernas. Em pouco tempo, a vida de Morgana mudou drasticamente: ela descobriu ser uma bruxa de sangue e decidiu entrar para um coven. Porém, seus poderes são fortes demais, e controlá-los ainda é um problema. Para piorar, os pais de Morgana escondem um segredo a respeito de seu passado. E quando essa revelação vem à tona, tudo o que a jovem acreditava ser verdade é subitamente desmentido. Agora, Morgana conta apenas com o amor e apoio do namorado Cal para aprender a controlar seus poderes, encontrar de fato o pertencimento no coven e descobrir, de uma vez por todas, quem ela é e do que ela é capaz.

Morgana, que sempre levou uma vida normal, teve seu mundo virado do avesso com a chegada de Cal. Não por ele em si, mas por todas as transformações que ele trouxe para a vida dela. Praticante da Wicca, ele criou o seu coven com jovens da cidade, onde eles poderiam estudar e praticar essa magia. Quando eles se reuniram para o Shamhain (o nosso Dia das Bruxas), Morgana surpreendeu com o quão poderosa é. O que os levou a uma conclusão: ela era uma bruxa de sangue. Acontece que bruxos de sangue só podem ser descendentes de outros bruxos.

Pela primeira vez na vida Morgana sentia que fazia parte de algo e seus pais haviam mentido para ela sobre isso. Pior, eles se mostraram aterrorizados quando ela demostrou o interesse pela Wicca. Faltavam muitas informações para que essa história tivesse alguma lógica e para consegui-las seria necessário confrontar seus pais. Não seria fácil, mas era a única maneira de saber quem era de verdade.

O Círculo começa exatamente onde seu antecessor termina e mantem o mesmo ritmo pacato e com poucas revelações. Narrado em primeira pessoa pela protagonista, conta com um pouco mais de emoção, mas os defeitos se repetem. As poucas páginas do livro somadas a escrita fluida de Cate Tiernan levam o leitor a finalizar o livro em poucas horas mas, se você precisa de mais do que dramas adolescentes para se envolver com a história, terá algumas dificuldades por aqui. Ainda bem que não fui tão exigente.

Depois de uma experiência mediana com o primeiro livro, iniciei a leitura com as expectativas bem baixas e talvez por isso consegui aproveitar algo da história. Mas o que mais me atraiu não foi a história da Morgana e sim a contada no início de cada capítulo. Os capítulos são iniciados com trechos de um livro das sombras (espécie de diário de um bruxo) e dessa vez existe uma coerência no que é apresentado. Ele pertenceu a Bradhadair e, apesar de não sabermos quem ela é, vamos descobrindo isso ao longo do livro. Aconteceu algo de muito ruim na vida dela e eu espero que maiores informações sobre isso possam surgir na continuação - porque eu tenho fé gente, e ainda não irei desistir da série.

Se o primeiro livro me decepcionou por explorar pouco a Wicca, nesse ela praticamente não existe. Se o primeiro livro apresentou personagens e tramas superficiais, o segundo conseguiu ignorar qualquer personagem que não fosse Morgan e Cal. E sinceramente? Além do romance estre eles ser extremamente forçado, eu não gosto nenhum pouquinho dele. Acho ele estranho, aquele tipo de personagem em quem não podemo confiar. Pois é, é triste mas é a verdade. Só Bradhadair foi capaz de salvar a minha leitura... e o final. A autora conseguiu finalizar o livro me deixando extremamente curiosa!

A arte do livro está linda. Não vejo uma ligação direta da capa com a história, mas isso não a torna menos bonita. Os capítulos são curtos e o livro das sombras de Bradhadair aparece com uma letra diferenciada. A fonte é confortável para leitura, bem como as margens e espaçamentos.

A série Coven tem uma premissa muito interessante, mas ainda não conseguiu engrenar e como ela é composta por quinze livros, me recuso a acreditar que isso não vá acontecer. Então me mantenho firme acompanhando-a e que venha o próximo!
Andressa Leal
Andressa, Dressa, Dreeh. Carioca e Tricolor. Na casa dos vinte. Futura noiva. Viciada em The Sims, fotografia e livros. Acredita que ter um blog é a melhor forma de juntar sua profissão com suas paixões.

6 comentários

  1. Oi Andressa, apesar de achar as capas desses livros bem bonitas, ainda não consegui me interessar por essa história, e tem quinze livros?! Nossa são muitos, em geral não tenho acompanhado séries tão longas, o fato de que o romance te pareceu forçado também não me animou, então vou continuar acompanhando as resenhas dessa série por enquanto, se a história engrenar em algum momento eu vejo que embarco na história ;)

    ResponderExcluir
  2. Poxa, não gostei desse :/
    Achei meio forçado e sem graça, mais do mesmo, sabe?
    Creio que não lerei.

    ResponderExcluir
  3. Oi Dreeh,
    Não conhecia essa série, mas já sei que por enquanto não pretendo ler, sinceramente a história em si não me atraiu. Romance forçado, personagens e tramas superficiais, poucas revelações, ritmo pacato e quinze livros? Não mesmo! E olha que acompanho duas séries bem longas, mas elas são as minhas queridinhas. Vou torcer para que nos próximos volumes a história engrene e cumpre o prometido.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa,essa série parece ser bem desinteressante...
    Um amor "xoxo" e uma história sem grandes surpresas.
    Sem contar que é uma série longa demais e não tenho mais muita paciência .
    Uma pena!

    ResponderExcluir
  5. Qual a previsão do lançamento do livro 3 ? Chato começar uma serie e não termina-la ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O padrão é um lançamento por ano, então provavelmente em 2017 vão lançar o 3. ;)

      Excluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)