Tá Todo Mundo Mal - Jout Jout


Título: Tá Todo Mundo Mal
Editora: Companhia das Letras
Nº de páginas: 196
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Fnac | Cultura
Nota:

Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em tá todo mundo mal, ela reuniu as suas "melhores" angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, "Jout Jout, Prazer".
Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!

Conheci a Jout Jout por acaso, num grupo do Facebook sobre coletor menstrual. O primeiro vídeo a que assisti foi o Vai de Copinho. Minha primeira reação foi: "Caraca! Uma mulher normal, sem maquiagem, falando tranquilamente de um assunto que a maioria torce o nariz. Curti!". Na época eu estava apresentando o tal copinho às minhas amigas e o vídeo foi uma ótima ferramenta de divulgação, até que uma delas me falou que assistia sempre com o marido, e às vezes via um atrás do outro, mesmo que pela segunda vez. Não precisou de mais nada pra minha curiosidade ficar aguçadíssima, né? De lá pra cá, virei fã da Jout Jout, especialmente depois do tão famoso Não tira o batom vermelho.

Quando soube do livro, confesso que fiquei extremamente dividida entre aquele preconceito básico feat. decepção com vários youtubers "literários" e a empolgação de ler textos de uma pessoa da minha idade, do mesmo estado que eu, feminista e maravilhosa. A curiosidade venceu de novo, e nem precisou muito, porque a capa "menos é mais" já fez meu olhinho brilhar. (E só a título de curiosidade: Tá Todo Mundo Mal é um vídeo de 2014).

Você provavelmente não me conhece. Ou me conhece muito. Somos completos desconhecidos ou talvez façamos parte de uma família que cultivamos com um amor imenso. De qualquer forma, somos parecidíssimos. Porque eu tenho crises e você tem crises. Quem sabe já tivemos as mesma crises. Se você me contasse suas crises, eu riria e falaria "ai, sei exatamente como é". Ou ficaria boquiaberta e um pouco feliz por ainda não ter vivido nada parecido. E quando chegasse a minha vez de ter essa crise em particular, que fiquei tão feliz em não ter, eu lembraria da sua e ficaria ainda mais feliz por saber que não estou sozinha nessa nova crise.

Pra quem já está acostumado com os vídeos, é só uma extensão do que vemos na tela. Eu ouvi a voz da Julia narrando o texto, imaginando suas caras e bocas enquanto contava cada um dos relatos. Tem frases filosoficamente nada a ver, tem palavrão, tem espontaneidade, tem a Jout que a gente conhece e nos faz rir há tempos. E muitos dos termos com os quais já estamos acostumados, que até já foram tema de vídeos, estão presentes no meio do relato, claro que devidamente explicados com um asterisco (um exemplo? afliceta!).

No livro, Jout narra suas crises, misturando assuntos sérios com bobeiras puras. Ri com a maioria dos seus relatos (levanta a mão quem foi criança nos anos 90 e viveu a crise do tamagotchi o/), alguns eu achei mó viagem, outros me identifiquei. Por exemplo, que mulher já não viveu a crise do medo da possibilidade de um estupro? Em condições ou lugares diferentes, todas já tivemos os mesmos pensamentos e sentimentos de vulnerabilidade e impotência.

É o mesmo que falar "essa menina não tem noção de ridículo". O que é noção de ridículo? Eu nunca soube. Quem define esse ridículo? Como os seres humanos todos podem ter a mesma noção do que é ridículo e do que não é? Ninguém pode definir o que é fútil para mim, ninguém decide o que posso ou não fazer. Afinal, é o meu corpo. Assim como eu decido se vou cortar ou não o cabelo da minha Barbie. Não importa, de verdade, se a minha prima acha que é uma má ideia. A boneca é minha, o corpo é meu, eu decido.

Outra que me fez pensar muito foi a crise do corpo de mentira, que fala sobre usar coletor e parar de tomar pílula. Cheguei a me arrepiar de tanto que me li naquelas palavras. Aconteceu algo muito semelhante comigo, mas até então eu justificativa com "caso de trombose na família " pros outros. A leitura me fez perceber que eu estava me enganando e escondendo atrás de desculpas erradas. Agora vou começar a assumir que foi o meu corpo que também sofreu uma crise e me pediu pelamor pra parar de ser envenenado.

Assim como em seus vídeos, Julia questiona os padrões impostos pela sociedade - relacionamentos amorosos, corpo, expectativas, família, faculdade, trabalho, carreira - e lança mão do humor pra alertar sobre as consequências dessa pressão. Ela prega a autoestima, expõe suas inseguranças e assim promove o debate de várias questões que muitas vezes pensamos que só nos vivemos.

Um dia você vira a pessoa que mais irritava você e se irrita com a pessoa que um dia você foi. Nem sei dizer exatamente onde está a crise e quantas crises são. Mas olha aí essa bagunça.

Caio, que por tanto tempo esteve vivo apenas no imaginário da gente, assina o prefácio, mostrando o outro lado, a visão de quem tá de fora. Conta com aquele orgulho de namorado babão que foi indiretamente responsável pelo sucesso que é o canal e - por que não dizer? - pelo livro que chegou às nossas mãos. A gente já conhece o rosto do Caião, mas é mais legal ainda descobrir um pouquinho mais dele a cada dia, principalmente do seu relacionamento de parceria com a Julia.

Considerando essa leva de livros de youtubers, esse pelo menos tem conteúdo. Não deixa de ser um pouco da vida dela, mas não é pretensioso, pelo contrário. É preciso muita humildade pra admitir as fraquezas, expor os medos e até fazer piada sobre isso. Com suas próprias quedas, Jout nos mostra que é possível aprender com os erros e amadurecer, se libertar das pressões e expectativas, ou lidar com elas quando é impossível não tê-las.

Não encare como autoajuda, biografia ou ficção. Pegue pra ler como entretenimento, pra rir um bocado. E, se for um pouco mais ousado, permita-se enxergar suas próprias crises nas crises da Jout e, quem sabe, aliviar o peso. Afinal, tá todo mundo mal, você não está sozinho nessa.

PS: Sou muito legal e descolei um sorteio pra vocês. Desce mais um pouquinho e vem compartilhar amor, galera! :)




TERMOS E CONDIÇÕES:
→ Ter endereço de entrega no Brasil.
→ Fazer um comentário sobre a resenha.

• Não há regras obrigatórias, libere a primeira e aparecerão as demais chances extras.
• Não é necessário preencher todas as entradas do formulário; o participante preenche as que quiser/puder; quanto mais entradas preenchidas, mais chances no sorteio.
• Para o tweet, não serão aceitas frases modificadas; a frase pode ser tweetada 1 vez por dia.
• O livro será postado pela editora em até 30 dias úteis após o envio dos dados pelo contemplado.
• O vencedor receberá um e-mail com o resultado logo após a divulgação do mesmo e terá 48 horas para respondê-lo com seus dados; caso não haja resposta durante esse período, o livro será sorteado novamente.
• O resultado será divulgado em até 3 dias úteis após o encerramento da promoção.
• Caso o livro retorne ao remetente por falha ou erro do destinatário ou Correios (como objeto recusado, endereço insuficiente ou as 3 tentativas de entrega realizadas, dentre outras situações), o blog e os autores não se responsabilizam.
• A promoção começa em 13/06/2016 e terminará em 29/06/2016.
• Perfis fakes ou criados exclusivamente para promoções serão desclassificados.
• Se descumprir qualquer uma das regras acima, o participante será desclassificado sem aviso prévio.

a Rafflecopter giveaway


Boa Sorte!
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

24 comentários

  1. Amo a Jout Jout, me identifico muito com os vídeos dela, e quero muito ler seu livro. Só pelos quotes da resenha eu já gostei, e dá até pra ouvir a voz dela enquanto se lê. Participando do sorteio e torcendo muito! giovannajocronis@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi isso tudo, parece ser maravilhoso!

    ResponderExcluir
  3. No meio de tanto livros de youtubers, acho que é até normal ficar receosa quando nos deparamos com mais um, e confesso que estava com um pé atrás em relação a esse livro, apesar de gostar bastante dos vídeos da Jout Jout. Nem preciso dizer que adorei a resenha né?! Adorei saber que a Jout Jout trata de assuntos sérios sem perder o humor, e agora estou mais tranquila em relação a essa leitura. Pretendo ler em breve *-*

    ResponderExcluir
  4. Não conheço esse youtuber, porém após ler sua resenha fiquei curiosa para saber mais sobre seu trabalho, e também fiquei muito interessada na leitura do livro, principalmente pelos assuntos abordados, de certa maneira me pareceu um livro com um conteúdo simples, mas que nos passa muitos conhecimentos e reflexão, isso torna o livro cativante. Amei a premissa dessa obra e pretendo ler assim que tiver oportunidade.
    Participando.
    lannawesley@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Giulia, adorei essa resenha!
    Não conhecia a Jout Jou (ou não lembro) mas já fui lá no YouTube me inscrever no canal dela hahaha. Me identifiquei na hora com ela! Ela consegue tratas dessas crises tão comuns (ou não) de uma forma tão hilária, amei isso. Quero muito matar a curiosidade também lendo esse livro, que ao mesmo tempo é extremamente reflexivo, mas narrado de uma forma tão divertida, já sei vou rir muito durante a leitura.
    Vou participar da promoção :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem..
    Não conhecia a jout jout,mas tenho lido bastante comentários positivos em relação ao livro e fiquei super curiosa e interessada em ler e vou da uma passada no canal dela no you tube pra dar uma olhada..
    um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  7. Adoro a Jout Jout!! Já dei muita risada com seus videos e ao mesmo tempo aprendi muito.
    Fiquei feliz que ela lançou um livro! A capa é muito cara dela, literalmente hahahaha
    Preciso ler o livro pra ontem! Essas frases que vc retirou do livro, aumentou muito mais a vontade de ler.
    Beijoos

    ResponderExcluir
  8. VI poucos vídeos da Jout Jout e a achei muito engraçada!
    Conheci seus vídeos através da minha filha que adora essa verdadeira comédia. E como adoro pessoas divertidas, tenho vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  9. Quem nunca teve uma crise com o corpo, com as escolhas e com a vida que atire a primeira pedra, né? Adorei saber que há essa crítica em relação aos comportamentos sociais. Eu ainda não vi nenhum desses vídeos, mas vou procurar agora mesmo para ver o que acho, porque tenho a impressão de que a leitura vai me agradar. Adorei.
    Beijos!
    cecilia.vso@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Giulia.
    Não conhecia o canal da Jout Jout, mas parece que ela é bem descolada, descontraída e que fala de assuntos tabus com a maior naturalidade. Vou lá conhecer o canal dela.
    Tá Todo Mundo Mal não é o tipo de livro que costumo ler, mas vou dar uma chance. É sempre bom saber que alguém já passou por algo parecido que você ou que tem mesma opinião.

    ResponderExcluir
  11. Os youtubers estão ganhando grande destaque através dos livros. Eu ainda não conhecia Julia Tolezano, mas agora que pude ler a resenha de seu livro, fiquei muito curiosa para conhecê-la. Além do livro tratar de várias crises que passamos durante a nossa vida, nos traz também diversos temas, contando de uma forma divertida e deixando a leitura muito mais prazerosa de ler. Fico feliz que tenha gostado tanto e espero gostar também.
    Bjs, Giulia!

    ResponderExcluir
  12. Sou apaixonada pela Julia. Amo os videos e como li algumas colunas que ela escreveu tinha certeza que iria gostar do livro e agora você diz que o livro é tudo isso, fico muito feliz. Estou louca para ler o prefácio do Caio.

    ResponderExcluir
  13. O livro deve ser muito interessante, o livro está muito bem comentado!! Falar sobre assuntos do cotidiano sem rodeios não é para todos!! E pelo que pude perceber Jout Jout faz isto muito bem!! Já quero ler!!

    ResponderExcluir
  14. Quem não conhece essa linda?
    Só quem não tem net.. eu acho.. assim mesmo acho difícil kkk
    Enfim, o pessoal está comentando bastante sobre esse livro... E embora nos pareça que todos os youtubers estão fazendo livros, e isso seja uma grande modinha, esse é o caso de parar e ler sem preconceitos... Pois sim vale a pena!

    ResponderExcluir
  15. Uau!!!!!

    Eu já queria esse livro por conta dos vídeos que vi e que muito me identifique...ri em vários momentos, me surpreendi com a naturalidade em muitos outros...

    A resenha ficou perfeita!!! Deus ainda mais vontade de ler...e deu a impressão que você tava aqui do meu lado Giulia, comentando o livro e os vídeos comigo.

    Eu quero ganhar!!!!! Vamos tentar a sorte, né?!?!?!....se não der é mais um pra lista dos "eu quero comprar!!!"

    ResponderExcluir
  16. Olá, Giulia! Amo a JoutJout, acho-a hilária e amo as desconstruções que ela faz com assuntos que muitas vezes a sociedade oprime ou nós mesmos os tratamos com leviandade. Adorei a sua resenha, e assim como você tive aquele certo receio sobre mais um livro de youtuber, porém... se tratando da Júlia eu não poderia esperar nada menos do que maravilhoso!
    Estou participando do sorteio! Que a sorte esteja ao meu favor.
    Abraço,
    Gabriel Rezende.
    bielfloc@gmail.com

    ResponderExcluir
  17. Interessante o livro! Se eu ganhar quero muito dar de presente pra uma pessoa que é fã da Jout Jout. ^_^

    ResponderExcluir
  18. Resenha muito boa! Me aguçou ainda mais pra ler. Conhecer o canal da Jout foi uma das coisas mais maravilhosas que já fiz na internet. A forma como ela fala dos assuntos cotidianos, mostrando que é gente como a gente é o que mais me encanta. Também tive a mesma reação quando assisti o vídeo sobre coletor menstrual. Foi algo como "meu Deus, que ousada!", e à medida que fui assistindo os vídeos evoluí para "eu posso ser assim também, todos podemos!". Estou torcendo pelo livro, sei que vai ser tão bom quanto os vídeos do canal.

    Email: ca.amandavieira@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. Ser livre. Ser espontânea. Ser verdadeira. Ser coerente consigo mesma. Quem não quer ser assim? Isto é coragem. Isto é força.

    ResponderExcluir
  20. A capa desse livro é um Amorzinho ❤
    E parece ser muito bom, não sabia que tem um canal no YouTube vou da uma olhada depois
    Participando do sorteio
    Raira.rios@hotmail.com

    ResponderExcluir
  21. Jout Jout tem um jeito único de falar de um assunto sério de uma maneira humorada e que realmente nos conscientize, seu livro parece ser assim, como se estivéssemos assistindo a um vídeo dela, amo o canal dela, me encanto a aprendo muito com seus vídeos

    ResponderExcluir
  22. Já vi alguns vídeos da Jout Jout, e confesso que só a conheci agora com o lançamento e divulgação do livro.
    Curti alguns vídeos, ela é bem legal e normal. Não é o tipo de vídeo que gosto, vejo mais youtubers escritores ou alguns sobre namoros cristãos kkk mas é bem bacana toda a humildade e coragem dela de se expor assim. Por que não é todo mundo que fala naturalmente sobre coletor menstrual né? rsrsrs
    Se tiver a oportunidade,lerei sim.
    bjão

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Ainda não conheço a Jout Jout, mas achei esse livro dela bem interessante, uma das coisas que me chamaram atenção foi o conteúdo dele e esse sentimento de familiaridade com os videos dela e como acabamos escutando ela na narração, quero dar uma olhada no canal da Jout Jout e fiquei interessada nesse livro !!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)