A Coroa - Kiera Cass

Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.
A Herdeira



Título: A Coroa (A Seleção #5)
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Nº de páginas: 310
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Fnac | Cultura
Nota:

Em A Herdeira, o universo de a Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção.
Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava.
America Singer e o Príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção.
Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava.

Dessa vez terminou A Seleção, e a gente espera que não surja uma neta da America pra contar outra história, pelafé! Fato é que depois de 5 livros descobrimos o destino de Illéa e seu trono.

Além da escolha do futuro príncipe, a história se desenrola na tensão pela saúde extremamente frágil de America, o que resultou na assunção interina de Eadlyn das responsabilidades do país. Ela precisa de uma hora pra outra colocar em prática tudo o que aprendeu pra governar o país e ainda controlar a insatisfação popular, somado ao fato de ter que tirar um tempo pra conhecer os pretendentes a fim de decidir seu futuro marido e cuidar de seus irmãos que estão "sem pais". Pra piorar, seu irmão gêmero resolveu fugir pra casar com a princesa de outro país, não muito amigo de Illéa. Sente o drama! Muita responsabilidade pra uma menina de 18 anos que até então era extremamente mimada e teve tudo aos seus pés.

Naquele momento era esta minha esperança: que de algum jeito dever e amor se tornassem uma coisa só e eu me descobrisse feliz no meio da Seleção.

Em A Herdeira eu reclamei muito da personalidade da futura rainha, que menina pé no saco! Agora ela deu uma mudada, ficou mais humana, acho que a pressão deu um sacode nela! Ainda um pouco arrogante, mas o medo de falhar fez o orgulho dar uma boa diminuída. Outra que mudou muito foi Josie, e aí rolou um gritinho de "viva a sororidade", porque né? Amei essa pegada mulher-ajuda-mulher na história. E tem uma personagem nova que entra nessa onda e é só amor. ♥

Quanto aos irmãos, Ahren passa o livro quase todo fora, porque fugiu, casou e tal. Os mais novos sumiram. Eu jurava que ia ter uma mega participação do Kaden, até pelo seu posicionamento político e pelo direcionamento que a história tomou, mas neca de pitibiribas. E o caçula, coitado, desapareceu. A tia May Spiderman feelings foi outra que eu me empolguei antes e agora soltou a fumacinha do ninja. Marlee que eu tanto amava fez uma cena que pelamor! E Lucy e Aspen... quanto amor cabe no meu coração por esses dois? Não adianta, Kiera pode escrever 15 livros, eu sempre vou ser #TeamAspen.

Talvez os beijos especiais não sejam os primeiros. Talvez sejam os últimos.

Tirando a parte dos personagens e focando no desenvolvimento, não curti tanto. Foi tudo muito linear, sem emoção. O clímax foi fraco, não me senti tensa, o conflito não me deixou angustiada. E a própria escolha do marido foi tão sem graça que eu fiquei meio "foi só isso?". Algumas justificativas me pareceram cair do nada, sem base. Talvez tudo isso combine com a idade e a personalidade da protagonista, mas não me agradou totalmente.

Pra variar, adivinha: torci pra pessoa errada. Terminei A Herdeira bem dividida, me decidi no começo de A Coroa e... balde de água fria! Especialmente pelo motivo que levou a não escolha do meu preferido. rs

- Você é sempre apenas Eadlyn. E é sempre a rainha... É tudo para todos. É infinitamente mais para mim.

E o quê distópico foi o mais legal, principalmente na cena em que Eadlyn convocou representantes de diversas classes (as extintas castas) para uma reunião no castelo com o objetivo de ouvir suas reclamações e tentar buscar soluções que satisfaçam a todos. Claro que não consegue, impossível! Mas coloca a gente pra pensar na luta de classes, no papel do governo, nos preconceitos, na distribuição de renda... Confesso que passei um tempo tentando pensar no que eu faria no lugar de Eadlyn. E não cheguei a nenhuma conclusão.

Apesar de tudo, a escrita da Kiera tem alguma coisa viciante, que te prende e dá vontade de continuar virando as páginas. Falando assim parece contraditório, e realmente não sei explicar, mas sei que mesmo não gostando do geral vou querer ler os outros livros dela.

É estranho ser produto de um romance de conto de fadas. Outra coisa é pensar que você pode encontrar seu próprio final feliz. Você pode ler histórias e assistir a filmes, e pode achar que sabe como tudo deve acontecer.
Mas a verdade é que o amor é tanto destino como planejamento, tanto beleza como tragédia.
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

5 comentários

  1. Oi,
    Ainda não li nada da autora. Em relação a essa série tinha vontade de ler mas acabei desanimando. Esse livro dividiu muito as opiniões, né? Teve gente que amou e outros odiaram. Cheguei a ler que era mais do mesmo. Já não estava muito animada, lendo as outras resenhas me desanimei ainda mais.

    ResponderExcluir
  2. Olá Giulia,
    Faz tempo que quero ler a série A Seleção, pretendo iniciar a leitura ainda esse ano. Como não li os livros anteriores pulei para o finalzinho da resenha, pois prefiro ficar longe dos spoilers hahaha. Mas já vi várias resenhas dizendo que tanto esse livro como o anterior - A Herdeira – não foram tão envolventes como aos primeiros, que deixaram a desejar, que pena!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Estou doida pra ler esse livro, curto muito essa série e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi esse desfecho dessa ótima história.

    ResponderExcluir
  4. Gostei dessa personagem por ela ter uma possibilidade de mudar para melhor. Se ficasse como aquela garota do começo do outro, Jesus ¬¬
    E o fim do primeiro foi muito impactante, então estou louca pra ver o que acontece nesse. E esperando que ela cresça e vire gente mesmo xD
    Ahh, acabou. Gosto desses livros da autora e acho uma pena acabar. Mas ao mesmo tempo é bom que haja um fim, porque já contou tudo o que tinha que contar né? E não, nada de netos!

    ResponderExcluir
  5. Giulia, eu li a resenha por alto pois não queria pegar spoiler do livro anterior (que eu ainda não li pois não queria esperar o lançamento do último livro. E agora que os dois livros já foram lançados, ainda não conseguir ler :/).
    Eu gosto muito da "primeira parte" dessa série, e eu estou com muita vontade de conhecer a Eadlyn e saber como vai terminar essa série maravilhosa! E a escrita da Kiera é realmente viciante <3
    Beijo!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)