Especial Releitura - Indicação dos Leitores


Gostei tanto do resultado da Semana da Mulher que resolvi repetir a dose e pedir indicação de amigos blogueiros. Cada um com sua percepção, lendo coisas diferentes de mim e contribuindo pra encerrar a semana de uma maneira mais especial ainda. ♥


PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO CLIQUE NA CAPA



Sabe aquela ressaca literária que não te deixa ler nada?
Então, quando eu estou "nesses dias" procuro ler livros leves e foi assim que eu conheci A Mais Bela de Todas, da Sarah Mlynowski.
O livro é uma releitura infanto-juvenil que conta de uma maneira diferente e divertida a história da Branca de Neve. Além de ter escrita bem leve e envolvente, ele é bem curtinho, dá para ler em um dia.
Outra coisa que atrai, é a diagramação que é uma graça.
Vale a pena ler para curar uma ressaca e dar algumas risadas. Vale lembrar que esse é o primeiro de uma série inspirada em conto de fadas.

Ani Lima
Entre Chocolates e Músicas





Minha indicação não se trata exatamente de uma releitura, mas de um livro que se originou através de um conto de fadas. Não entendeu? Deixa eu explicar. Quando foi  escrever Trono de Vidro, a ideia que veio na mente de Sarah J. Maas foi "e se a Cinderela fosse uma assassina e fosse para o baile não para dançar com o príncipe, mas para matá-lo?". A partir daí a autora desenvolveu sua história e fugiu um pouco da premissa do conto, deixando apenas alguns elementos, como os bailes e palácio, a garota órfã que é resgatada de uma vida de escravidão por um príncipe e aí por diante. Essa série é espetacular e merece ser lida por todos!

Leonardo Amarante
Segredos entre Amigas




Você já conheceu uma história e depois ficou se perguntando o que aconteceu nos bastidores? Eu sempre faço isso, então nem preciso explicar o porque Enquanto Bela Dormia me chamou a atenção. Apesar de estar presente em boa parte da narrativa, a princesa não é o centro das atenções. A protagonista é uma camponesa que, após a peste acabar com sua família, vai tentar ganhar a vida no castelo. Ela se dedica muito até ganhar a confiança necessária para trabalhar nos aposentos reais. Como dama de companhia da princesa, muitos poderiam vê-la como uma moça privilegiada, mas será mesmo? Quantos sacrifícios pessoais ela não precisou fazer pelo bem da família real? É uma história rica, que mexe com a gente... todos deveriam conhecê-la.

Andressa Leal
Mais que Livros




Sevenwaters é uma das séries que eu mais amo. É uma série de fantasia e tem muito de mitologia celta - com foco na mitologia irlandesa, pelo que pesquisei. Um leitura imperdível para quem ama enredos com druidas e seres encantados da floresta, e também para quem gosta de histórias que deem destaque para a família. Mas o assunto aqui é releituras, certo? Então vou falar sobre o primeiro volume dessa série, Filha da Floresta, que é o meu preferido dos quatro que já foram publicados por aqui. Juliet se inspirou no conto Os Seis Cisnes, dos Irmãos Grimm. Lorde Colum, o patriarca da família, não acha certo que seus filhos sejam criados sem mãe só porque ficou viúvo. Então se casa novamente, mas sua escolhida é uma feiticeira super do mal que quer se livrar de seus filhos a todo custo. Ela planeja transformá-los em cisnes, e tem sucesso com seis deles, mas a única garota, Sorcha, escapa, e vai ter que completar uma tarefa quase impossível para conseguir ter seus irmãos de volta e desmascarar a madrasta. Vocês não têm ideia do quanto a história é envolvente, Sorcha é uma personagem extremamente forte, que precisa renunciar a tudo para salvar sua família. Já li, reli e pretendo reler muito mais vezes.

Juliana Xavier
Entre Palcos e Livros




Eu confesso que li apenas por cima as grandes aventuras de Alice no País das Maravilhas, mas não podia deixar de conferir as releituras que a autora A. G. Howard fez. Com o ponto de vista da tataraneta de Alice, voltamos ao lugar mágico onde sua tataravó passou uma eternidade – mesmo que em poucos minutos. Eu não conseguia largar dele enquanto não via o fim. E o mesmo aconteceu com o segundo volume. Arranjei um possível crush, mas só saberei quando a Novo Conceito finalmente decidir publicar o terceiro e último livro da trilogia. A escrita é deliciosa, e cativa sua atenção desde as primeiras palavras, relatando de forma humana, real, e menos fantasiosa, todo o mundo encontrado no País das Maravilhas. Com os pés no chão, Alyssa é um exemplo de protagonista. A diagramação tem uma beleza fora do comum e chama muito a atenção. Mais um ponto positivo pra você correr e comprar!

Pamela Moreno Santiago
O Diário do Leitor




Eu amo Romances de Época e Julia Quinn é uma das minhas autoras preferidas nesse estilo. Quando comecei a ler "Um Perfeito Cavalheiro" (3º livro da série Os Bridgertons), não imaginava que a história de amor de Sophie e Benedict seria uma releitura de "Cinderela" ambientada na Inglaterra do século XIX. Contudo o enredo desenvolvido pela autora não deixa de ser original e muitas emoções separam o primeiro beijo do "felizes para sempre". Além do romance maravilhoso, o aspecto mais interessante desse livro é a abordagem dos "bastidores" da sociedade londrina da época, ou seja, a realidade das arrumadeiras, camareiras, governantas, cozinheiras, dentre tantos seres humanos que trabalham dignamente, mas não são considerados como damas ou cavalheiros, e portanto, não podem casar-se com um(a) "nobre". Nessa adaptação, para (re)conhecer seu verdadeiro amor, Benedict precisará abdicar de seu orgulho e romper com os padrões de comportamento que regem sua vida aristocrata. Recomendo a leitura não somente desse livro, como de toda série Os Bridgertons, é realmente apaixonante!

Elis Culceag
Arquivo Passional





Inspirada na história de Chapeuzinho Vermelho, Scarlet ganhou uma roupagem totalmente nova num cenário pós guerra futurístico e bem tecnológico . Sua capa vermelha dá lugar a um capuz funcional e sua cestinha de doces foi substituída por um revólver carregado que ela ganhou de presente da avó ao completar 11 anos, afinal, nunca se sabe quando um estranho pode aparecer tentando levá-la para onde ela não quer ir... Então esqueçam a ideia de uma garotinha indefesa e curiosa pelo caminho desconhecido, principalmente quando Lobo, um lutador de rua mui caliente, parece ter informações sobre o paradeiro de sua avó. Marissa Meyer conseguiu elevar uma releitura doce e inocente a um patamar bastante superior no que diz respeito a originalidade, trazendo aos leitores fãs do gênero uma aventura distópica com um enredo sombrio e cheio de mistérios.

Flávia Penido
Livros e Chocolate

Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)