Dia Nacional da Literatura Infantil

Pouca gente sabe, mas esse blog começou por causa de literatura infantil. Eu estava estudando sobre Literatura na Formação do Leitor quando percebi que estava deixando de lado minhas leituras por prazer pra focar só nas leituras acadêmicas, então criei o blog pra "me forçar". De lá pra cá foram 3 anos e muito amor.

Como hoje é o Dia Nacional da Literatura Infantil, vim falar de um livro que marcou minha infância. Não lembro qual foi o primeiro livro que li porque tive muitos, tenho uns até hoje que serão repassados aos meus filhos. Mas esse foi o primeiro que eu comprei numa bienal e ainda peguei autógrafo. Na época nem sabia quem era Pedro Bandeira, mas mesmo assim paguei com meu vale de estudante e fui pra fila.


Uma história que mostra o processo fascinante da produção de um livro junto com a emoção do primeiro amor de uma menina... Laurinha encontrara e agora via desfazer-se o seu primeiro amor. Um namoro inocente que havia sido registrado pela imagem de um coração entalhado a canivete no tronco de um eucalipto. Mas até o seu eucalipto tinha sido derrubado... Uma história vibrante e delicada, que entrelaça dois enredos: a história do amor de uma adolescente e a história da produção de um livro, o único veículo capaz de eternizar todas histórias de amor.


Simplesmente AMEI a história, porque fala de todo o processo de produção do livro, desde a árvore cortada até chegar às nossas mãos. Foi a Laurinha que me ensinou como "fazer livro" é apaixonante. Também sofri junto com ela a desilusão do primeiro amor. Enfim, foi perfeito pra época que eu vivia, e por isso ganhou um espaço todo todo no meu coração.

Ah! Além da história, o autor é um FOFO! Muito muito muito apertável! Eu o reencontrei há pouco tempo (vejam as fotos) e minha vontade era colocar num potinho e trazer pra casa.

Super recomendo qualquer coisa do Pedro Bandeira (quem aí não leu A Marca de Uma Lágrima na escola? o/). Invistam e sejam felizes! E depois voltem pra contar se gostaram. ;)
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)