{ no cinema } A 5ª Onda


A 5ª Onda The 5th Wave

Estreia: 21 de janeiro de 2016
Gênero: Ficção científica / Aventura
Classificação: 14 anos
Duração: 1h57min
Diretor: J Blakeson

A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas. Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos. Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.



A 5ª Onda começa com um vislumbre da vida de Cassie anterior à chegada dos Outros. Após 10 dias de suspense com uma nave pairando sobre a cidade, as ondas começam - corte de energia, terremotos e tsunamis, gripe aviária, silenciadores. Cassie é uma das poucas sobreviventes e terá que encarar a 5ª onda. Mas por um erro ela não está no ônibus que levou as crianças para um local seguro e agora está separada do irmão com a promessa de reencontrá-lo. Enquanto enfrenta distâncias e os mais inesperados perigos, ela conhece Evan, um relacionamento que trará muitas surpresas.

Como livrar a Terra de 7 bilhões de humanos? Tire a humanidade deles.

Encarei a leitura de A 5ª Onda (leia a resenha) com o coração aberto. Não era o meu tipo de livro e quase desisti quando soube que tinha ET, mas eu ia me arrepender amargamente se não tivesse saído da zona de conforto. Quando soube do filme, já tinha sido envolvida pela história e queria ver como fariam a adaptação.

Gostei muito de como o livro foi transformado em filme. Poucos detalhes foram mudados, mas nada que interfira na história. Pelo contrário, toda a sensação de leitura arrastada que tive durante o livro foi suprimida pela agilidade das cenas, e agora posso afirmar tranquilamente que gostei. No geral, foi bem fiel à obra literária.

Não sou a melhor pessoa pra julgar atuações, cenários, efeitos e afins, mas curti muito tudo que aconteceu. Algumas coisas eram exatamente como eu imaginava, outras foram ainda melhores. Enxergar as ondas fora das páginas tornou tudo mais real, mais crível. E foi muito melhor do que qualquer filme/livro sobre ETs que eu já vi. Fora que sou MUITO medrosa e entrei no cinema morrendo de medo de levar sustos. Nada disso, o filme me prendeu cena após cena.

Em relação ao romance/triângulo, pra mim não há dúvidas. Se o livro já me deu certeza de que Cassie tinha que ficar com Evan, a escolha dos atores só confirmou. Alex Roe mesmo com a monocelha é muito mais bonito que Nick Robinson (no papel de Ben Parish, crush dela da escola). Mas, em termos de atuação, tanto eles quanto Clöe fizeram bonito.

O destaque vai para Sam, o irmão fofo de Cassie, e Coronel Vosch, o comandante da base de treinamento. Apesar de terem papéis bem diferentes, ambos são de crucial importância pro desenvolvimento da história.

Já quero ler O Mar Infinito pra descobrir como essa história continua. E espero que todos os atores estejam na próxima adaptação!

Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

Um comentário

  1. Curti muito o filme, mesmo sem ter lido o livro. rsrs E ignoremos a monocelha, não tem monocelha no mundo que torne aquele ser feio. *-*
    Quero ler Mar Infinito também, só pra saber o que rola na sequencia. rs
    Foi bom demais!

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)