Canção do Cuco - Frances Hardinge


Título: Canção do Cuco
Autor(a): Frances Hardinge
Editora: Novo Século
Nº de páginas: 320
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Casas Bahia
Nota:

Você desperta após um acidente. Você sente uma fome constante e implacável. Você acorda durante a noite várias vezes, com folhas e terra em seus cabelos. Objetos inanimados tentam te atacar. Você atrai tesouras. Em seu pranto, no lugar de lágrimas, teias de aranha brotam como fios de desespero. Sua irmãzinha passa a ter um medo incontrolável de você...

Assim tem sido a vida da jovem Triss Crescent. Aos poucos, ela descobrirá que o mal com o qual tem convivido é mais estranho e terrível do que ela jamais poderia imaginar. Tomada por dúvidas, ela parte numa jornada frenética em busca do Arquiteto, projetista de prédios, pontes e destinos sombrios.

Acompanhe Triss nesta arrepiante fábula da premiada escritora britânica Frances Hardinge, que desponta como uma das mais incríveis contadoras de histórias de sua geração. Mas lembre-se: nada é o que parece. Nem mesmo você.

Após um grave acidente, Triss acorda no hospital toda confusa. Não consegue se lembrar do que houve, sua mente está enevoada, quase não reconhece sua própria família. Depois do choque inicial, Triss começa a perceber coisas estranhas à sua volta; ela ouve vozes, sente uma fome insaciável, e sua irmã caçula está morrendo de medo dela. Mesmo assustada, ela decide investigar o que aconteceu na noite do acidente e provar a todos que não está doente (da cabeça). Aos poucos, Triss começa a perceber que o mal que a cerca é muito mais real e perigoso do que parece, fazendo-a duvidar até mesmo de quem realmente é.

Com a escrita em terceira pessoa, Canção do Cuco é minha primeira experiência com o gênero terror em livros. Confesso que minha expectativa estava alta e, mesmo tendo gostado bastante, ainda esperava mais da trama.

De inicio achei a história confusa e os capítulos se arrastaram, mas, conforme os fatos vão se encaixando e as cenas de ação vão surgindo, a leitura fica mais ágil. A personagem principal Triss também evoluiu conforme as páginas iam passando, quando os acontecimentos se intensificam ela se torna mais segura e interessante.

A trama é bem construída, a autora conseguiu fazer com que todos os pontos fossem amarrados com perfeição, fazendo um final convincente e satisfatório.

Além da pegada terror que o enredo apresenta, encontramos também mistério, fantasia, amizade e muita ação. Após pegar o ritmo da leitura os acontecimentos e revelações deixam o leitor sem fôlego.

Acredito que um dos objetivos do livro é deixar o leitor confuso mesmo, por diversas vezes fiquei na dúvida para quem torcer, qual era o lado “do mal” e o que era verdadeiramente real. Quando finalizei a leitura, fiquei surpresa por ter gostado tanto do rumo que a autora deu para a história.

Recomendo a leitura para leitores que curtem livros misteriosos, cheios de surpresas de arrepiar com um enredo mágico, aterrorizante e autêntico.

- O que eu sou? - Boneca de pano, boneca de espinho, boneca do sétimo dia! Boneca cruel! Boneca assassina!
Suzi Andrade
27 anos, estudante de Letras, mineira, casada. Gosto de séries de TV, de escrever e também de chocolate. Sou leitora e compradora compulsiva de livros. Acredito que ler enriquece a alma e a mente!!

14 comentários

  1. OI Suzi, de início fiquei com um medo desgraçado da sinopse, porque você fica imaginando milhares de coisas do que a personagem por de ter feito ou passado e nossa, dá medo pra caramba. Mas aí você diz que esperava mais e que é meio confuso... eu teria que ler para ver, mas parece ser um terror muito bom! Dica anotada!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Suzi,

    tudo bem?

    Primeiro as primeiras coisas: dica anotada e pronta para ser compartilhada com alguns amigos que amam terror e suspense. Sou fã de livros de suspense e de alguns autores de terror.

    Confesso que o início da resenha não me deu muita vontade de ler não, mas acabei ficando curiosa para conhecer o desenvolvimento da história.

    bjss
    Bel Góes - http://conchegohot.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. O livro se arrasta, mas acaba que vale a pena pela história e pelo final. Isso é bom!

    Nem sempre o autor consegue a fluidez, dependendo do gênero é até difícil, descrever o passo a passo do personagem trunca a leitura, mas é essencial, principalmente quando é um mistério. Muito bom saber que a história faz valer a pena!

    Beijos,
    Mariana Baptista
    umavidaporlivro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Caramba, voce me deixou confusa, tenho esse livro aqui, e fiquei com medo e ansiosa ao mesmo tempo pra ler hahahah me prendeu com sua resenha!

    ResponderExcluir
  5. Já gostei da recomendação são o meu estilo de livros certeza que vou comprar pra ontem..


    http://haironfiree.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu morro de medo de livros de terror ou suspense, e esse me deixou com os olhos bem arregalados (risos), no entanto a história parece ser boa, deve fazer com o que o leitor de fato se sinta lá dentro. A curiosidade de descobrir o final da história é bem maior que o medo de lê-la. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  7. Não sou muito de ler terror e suspense, e você falou que é meio confuso..
    Esse vou deixar passar.. rsrs

    http://conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Muito legal sua resenha, bem elaborada, a premissa do livro não me atrai apesar de ser interessante, quem sabe um dia eu não leia não e?


    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi.

    Já tinha visto esse livro em alguns lugares e fiquei com um pouco de vontade de ler, mesmo tendo um pouco de terror e suspense, não sou uma grande fã de livros assim, morro de medo, mas pra esse livro vou abrir uma exceção. Anotado e já adicionado na minha lista de leituras de 2016.

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Confesso que não gosto do gênero de terror, porém nunca li. Se fosse pela capa do livro, com certeza iria adquirir a obra, mas se tratando da sinopse a mesma não me atraiu.

    Gosto de livros que despertam sentimentos mistos, e acredito pela sua resenha, que com você não tenha sido diferente. No primeiro momento a leitura entendiante passou para cativante, "ódio e amor" presente em uma obra que pelo visto desperta sentimentos contraditórios e situações sombrias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Saudações literárias! Me chamou atenção pela premissa do livro, adoro livros de terror. Esse livro com certeza é uma ótima pedida pra ser lido em uma noite de sexta feira.

    ResponderExcluir
  12. Oiee

    Eu gosto do estilo do livro e fiquei curiosa, único fato que me deixou um pouco com receio foi ser arrastado no começo.
    Mas acho que se tiver oportunidade eu leio sim.

    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie
    não conhecia o livro mas fiquei curiosa, acho que leria mais para frente, sua resenha ficou muito legal e curti o enredo

    BEIJOS
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Sabe quando um livro não é nem de longe seu tipo de leitura mas que mesmo assim te deixa curiosa? Foi onque aconteceu comigo lendo sua resenha. Não sou muito de livros de mistério com toques aterrorizantes, mas o fato de você ter ficado na duvida e gostado do final me faz pensar em dar uma chance ao livro.
    Beijinhos,
    Lica
    Amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)