Quem, eu? - Fernando Aguzzoli


Título: Quem, eu?
Autor(a): Fernando Aguzzoli
Editora: Paralela
Nº de páginas: 248
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Casas Bahia
Nota:

Em 2013, Fernando Aguzzoli abriu mão do emprego e dos estudos para cuidar de sua avó Nilva, diagnosticada com Alzheimer. Da convivência dos dois surgiram momentos divertidíssimos, histórias e confidências que o neto resolveu compartilhar em uma página criada no Facebook. Alimentada diariamente por Fernando com posts, fotose vídeos, a página comoveu centenas de pessoas e conquistou milhares de fãs. Assim surgiu o livro Quem, eu?, que chega agora em nova edição revista e ampliada, com uma reunião de todos os momentos vividos entre os dois, além de entrevistas com profissionais para ajudar outras famílias que enfrentam esse mesmo obstáculo. Asmemórias de Fernando são uma verdadeira lição de vida, e prometem muitas risadas e momentos emocionantes.

Já conhecia o Fernando e a vovó Nilva bem antes de lançar a primeira edição do livro, por outra editora. Descobri num dia de ócio no Facebook as histórias super engraçadas de uma avó com Alzheimer e um neto que abriu mão de tudo pra cuidar dela. Perdi um tempão lendo os relatos na página da Vovó Nilva e, lá pras tantas, cheguei ao período em que ela faleceu. Poucos minutos "conhecendo" essa senhora e já senti meu coração apertado ao saber tardiamente de sua partida.

O livro é uma oportunidade de ficar mais íntima dessa família que enfrentou uma doença tão temida com muito amor e humor. Fernando optou por trancar a faculdade e se dedicar exclusivamente aos cuidados da vó Nilva. Não há sentimento de obrigação ou tristeza, pelo contrário, em todo momento você vê tamanho respeito, atenção e devoção do neto, tentando retribuir os mais de vinte anos de amor recebido, assumindo a responsabilidade de "pai" e até mesmo antevendo situações perigosas ou problemáticas de forma a proteger sua avó.

O autor teve estratégias um tanto inusitadas para lidar com os contratempos como falta de memória ou assuntos sem nexo, o que é motivo de risadas em várias situações. Claro que isso também é devido à maneira como ele conta os casos.

O livro é dividido basicamente em duas partes. Na primeira há textos resumindo os quase 80 anos de vida da vó Nilva, o relacionamento entre ela e o neto, a descoberta da doença e como eles lidaram com isso. A segunda é composta por muitos diálogos e muitas fotos, algumas extremamente hilárias por serem protagonizadas por uma idosa sorridente e sem a menor vergonha.

Impossível não se emocionar em alguns trechos, tentando se colocar no lugar do neto. Confesso que me peguei imaginando se isso acontecesse comigo. Como eu reagiria? Eu teria paciência e bom humor? Eu ia relevar os aborrecimentos típicos da doença? E o principal: eu conseguiria retribuir tudo que minha avó fez por mim? É uma lição de vida, e amor, e respeito, e carinho, e paciência, e tantas outras coisas boas mais!

E no final, após os agradecimentos, há notas com perguntas comuns  sobre o Alzheimer ou que possam ter surgido no decorrer do livro. Todas são respondidas por profissionais das diversas áreas afins da doença. Bem elucidativo.

A página ainda está ativa no Facebook, sempre sendo atualizada com informações bacanas de utilidade pública, em especial voltadas aos idosos. Ainda não tive oportunidade de conhecer o Fernando, mas amigos que já foram à sessão de autógrafos me garantiram que ele é simpatia pura.
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

Um comentário

  1. é um livro que me chama muita a atenção, acho bonita e genuina essa ligação entre neto e avó! além do que ajuda pessoas que tenham parentes com esse mau na familia a verem que não estão sozinhos nessa situação e que podem encontrar apoio com outras pessoas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)