Felizes para Sempre - Kiera Cass


Título: Felizes para Sempre
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Nº de páginas: 447
Onde comprar: Submarino | Saraiva | Americanas | Casas Bahia
Nota:

Esta coletânea traz os contos A rainha, O príncipe, O guarda e A favorita ilustrados e com introduções inéditas de Kiera Cass. Conheça o príncipe Maxon antes de ele se apaixonar por America, e a rainha Amberly antes de ser escolhida por Clarkson. Veja a Seleção através dos olhos de um guarda que perdeu seu primeiro amor e de uma Selecionada que se apaixonou pelo garoto errado. Você encontrará, ainda, cenas inéditas da série narradas pelos pontos de vista de Celeste e Lucy, um texto contando o que aconteceu com as outras Selecionadas depois do fim da competição e um trecho exclusivo de A sereia, o novo romance de Kiera Cass. Este é um livro essencial para os fãs de A Seleção, que poderão se aprofundar mais nesse universo tão apaixonante.

Confesso que meus olhos já brilharam pelo livro sem nem saber do que se tratava, simplesmente por ser da Kiera. Sabia que teria o conto da rainha e outro inédito, mas não procurei saber o que mais. E qual não foi minha surpresa ao me deparar com várias novidades que sequer imaginava.

Se você não leu a "trilogia" A Seleção, melhor só ler essa primeira parte, em que vou falar sobre o livro de uma maneira geral. Quando começar a parte dos contos, lá embaixo, já pode ter spoiler do que aconteceu nos livros anteriores, mas nada que seja uma revelação tão surpreendente assim.

Essa edição inclui os 2 contos que já foram publicados anteriormente - O Príncipe e O Guarda -, mas agora estão reunidos com mais outros numa edição com capa dura e ilustrações, o grande diferencial do livro. Ao mesmo tempo que era legal ver a cena descrita sendo representada, foi um balde de água fria porque imaginava a Marlee e o Aspen totalmente diferentes e prefiro o meus. A revisão está impecável, e a diagramação segue o padrão da série.

Todos os contos seguem o estilo já conhecido, narrados em primeira pessoa. Podemos ter acesso aos pensamentos e emoções de vários outros personagens que nos deixavam bastante intrigados. Foi bom voltar a Illea, revisitar o palácio e reviver a seleção. Como eu tinha lido os 3 livros intercalados com os 2 contos em apenas 3 dias, algumas informações não ficaram bem gravadas, então houve cenas que praticamente li pela primeira vez, porque não me lembrava mesmo. E agora já reli com a visão do todo, pescando dicas que outrora passaram despercebidas.

E foi divertido e intrigante ler as introduções antes de cada conto. A autora escreveu poucos parágrafos contando motivos, expectativas e seu relacionamento com os personagens em questão. É tão difícil a gente ter acesso à cabeça idealizadora de tudo que aproveitei cada linha absorvendo o máximo que podia.

A Rainha
A Seleção da rainha Amberly teve algumas semelhanças com a de America. Ela era uma das participantes de casta mais baixa, com vários obstáculos em seu caminho, mas a grande diferença é que ela era desde novinha apaixonada pelo príncipe. Ela foi pro palácio realmente desejando vencer, porém havia mais do que a sua casta quatro, uma doença série decorrente das condições de vida em sua província de origem. O conto também explica - mas não justifica - os motivos de Clarkson ser daquele jeito grosseiro, já mostrando que ele era propenso a explosões e ataques de fúria. Quando li, percebi algumas referências ao que aconteceu na trilogia, especialmente uma cena. E juro que não me importaria em um livro inteirinho sobre a rainha Amberly.

O Príncipe
Esse conto se posiciona cronologicamente entre os livros A Seleção e A Elite, uma espécie de 1,5. Como disse lá em cima, já tinha lido exatamente nessa sequência, mas na época terminei o primeiro volume ainda na dúvida de pra quem torcer. Com o conto, meu coração balançou por Maxon, percebendo que suas atitudes e palavras gentis não eram fingimento, mas parte de uma personalidade tolhida moldada em sua criação. Acompanhamos a seleção por outro ângulo, vendo as emoções e expectativas daquele que era o prêmio da competição, a pessoa que teria sua vida definida por um jogo bastante manipulado.

O Guarda
O conto dedicado a Aspen *faz o coraçãozinho* é o 2,5, entre A Elite e A Escolha. No segundo livro meu coração já era totalmente fiel a esse guarda lindo-maravilhoso-escolheeleMeri, então só tive confirmações de tudo que eu já pensava a seu respeito. E, como se não bastasse, super me identifiquei com os sentimentos da própria Kiera descritos na introdução. Não precisei do extra pra enxergar o que ela queria mostrar aos leitores: o lado apaixonado, fiel, protetor e arrependido de Aspen. Não adianta, Maxon pode ser tudo de bom, rico, também bonito, gentil e tal, mas serei sempre #TeamAspen.

A Favorita
Marlee foi uma personagem ímpar, que me deixou com o coração na mão e morrendo de vontade de saber mais sobre ela. Até ler seu conto, achava que o romance com Carter era anterior à Seleção, tal qual Meri e Aspen, mas descobri que eles se conheceram no palácio e tiveram uma identificação instantânea, como almas gêmeas. Mas o melhor/pior foi ler como eles encararam a punição, o sofrimento instrinsicamente misturado ao amor de ambos. Também descobrimos a atuação de Maxon por trás de tudo, como o casal conseguiu se manter no palácio após o castigo e os caminhos até que eles passassem a "fazer parte" da família real. Em termos de curiosidade saciada, pra mim esse conto ganhou de disparada.

Cenas de Celeste
Não é um conto, são apenas cenas contadas sob o ponto de vista dela, tornando a personagem mais humana, menos cruel como pensamos durante quase toda a trilogia. Entendemos o porquê de ela vestir uma máscara e atuar na Seleção. Celeste recebeu a redenção de todos em A Escolha, mas já era tarde demais - e ainda bem que Kiera nos poupou da cena fatídica.

A Criada
Se alguém queria saber mais sobre Lucy (não era o meu caso), aqui está a oportunidade. Por mais que eu ame Aspen e tenha ficado aliviada por ele ter um final feliz, não consegui acreditar no amor deles. Antes, em A Escolha, eu tinha aceitado o romance dele com Lucy, mas não senti verdade nas poucas páginas em que ela ganhou voz e narrou sobre o relacionamento. Achei tudo muito rápido, um sentimento mais baseado em compaixão do que em amor de verdade. Acredito sim que Aspen foi feliz, mas acho que seria muito mais com America apesar de ele ser muita areia pro caminhão dela #prontofalei. Mas o conto é sobre a Lucy, então retrata um pouco de sua insegurança, mostra o motivo de suas crises de nervoso e deixa bem claro por que ela se apaixonou tão rápida e perdidamente pelo guarda mais lindo do palácio.

Extras
O final do livro também surpreende com um epílogo posterior a A Escolha. Quer saber como America contou a Maxon que ele seria pai? Também ficou com dúvidas sobre o relacionamento dele com Aspen, se rolou ciúmes ou não? Tá tudo lá.

E, se pensa que as novidades acabaram, está enganado, tem um bônus - "Por onde elas andam?" - com um breve resumo da vida das Selecionadas da Elite após o término da competição: Kriss, Natalie e Elise. E ainda 2 capítulos do novo romance todos dizem em coro: até que enfim! da Kiera Cass. Páginas e mais páginas pra satisfazer o coração dos fãs. Se você é um deles, esse livro é título obrigatório na sua estante. E se você não gostou tanto assim, mas a curiosidade falou mais alto, não resista e leia.
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)