{ papo reto } Tia, me deixa pintar em paz!


Há um tempo começou uma moda de livros interativos. Destrua este Diário foi o primeiro, mas depois vieram inúmeros outros que conquistaram o público pela possibilidade de não ser apenas receptor de uma mensagem, mas também construtor da arte. Claro que surgiram os haters pra falar que não gastariam dinheiro pra estragar um livro, que livro não era caderno pra sair escrevendo, blá-blá-blá Whiskas sachê. Acho que nem dei muita importância na época porque realmente tinha pena de rabiscar, marcar, molhar, sujar ou qualquer outro verbo que não seja preservar.

Um tempinho depois, surgiu o tal livro de pintar, sendo Jardim Secreto o mais famoso. Achei lindo quando vi, surtei quando ganhei, enchi o saco do marido pra comprar a caixa de 48 cores da Faber Castell. realização da infância mode on Como esse é o único da categoria "livro de colorir" que tenho, vou me focar nele, ok? São 96 páginas de desenhos maravilhosos, todos trabalhados nos detalhes que se revelam especiais e únicos a cada vez que você para pra olhar.

O grande barato é não ter regra. Quer pintar tudo de uma cor/tonalidade? Pode! Quer fazer folha rosa, coruja azul, coelho verde, beija-flor roxo de bolinha laranja? Pode! Quer fazer o Romero Britto? Pode! Quer começar a pintar hoje e acabar amanhã? Pode! Quer pintar tudo num mesmo padrão ou fazer cada flor de um jeito diferente? Pode! Pode tudo, minha gente!

Mas por que eu estou escrevendo esse texto? Essa semana 2 autoras - sendo 1 delas super badalada na blogosfera - postaram em seus perfis do Facebook opiniões particulares sobre os tais livros de pintar. Ok, gente! Gosto é que nem nariz, cada um tem o seu e pronto cabô, mas o que me deixou #chatiada foi a maneira como elas falaram.

Primeiro... Se o livro é caro ou não, o problema é de quem mesmo? Ah, sim! Meu, que trabalho, economizo, peço emprestado, whatever, e vou usar o dinheiro como bem entendo. Já deu esse papo de que é caro, né? Cada um sabe sua prioridade, inclusive acho que a pessoa tem o direito de achar 30,00 caro em um livro, seja ele de quem for. É o dinheiro dela, os sonhos dela, as necessidades dela... Só não vale deixar de ler por causa disso, porque tem muitas maneiras legais de encontrar leituras gratuita.

Segundo... Não, não é a mesma coisa pintar os desenhos da Johanna e pintar a Peppa Pig. Eu frequento bancas de jornal e sei que sempre existiram publicações com a finalidade de colorir por um preço bem mais em conta. O Pica-pau só tem 3 cores (excluindo branco e preto que já vêm na folha) e áreas muito grandes. Até acho legal super colorir, mas por favor me dê limites para demarcar minha pintura porque dormi nas aulas de desenho.

Terceiro... Você tem todo o direito de não gostar desse livro, assim como eu tenho o direito de não gostar do seu. Mas é aquela velha história, autor é formador de opinião, quem fala o que quer ouve o que não quer, publicou virou público... Não quer críticas, ou mude de profissão (acho que nem assim), ou filtre o que for escrever no Facebook, ou saiba escrever sem ofender. #ficadica

Sabe a história do "faço sim e se reclamar faço de novo"?
Tenho a ligeira sensação de que se a ilustradora fosse brasileira, elas estariam bajulando, elogiando, enaltecendo a conquista da mulher, mas como não é, taca-lhe pau! Fazem tanta campanha com a valorização do nacional que parecem repudiar o que vem de fora. Mas não tô aqui pra falar dessa briga idiota de nacional x estrangeiro.

A impressão que tive (e mais 200 mil pessoas que leram) foi a de que essas autoras estavam com um danado dum recalque. Um livro de pintar pulverizou, foi parar nos jornais e programas de TV, teve um outro sendo lançado recentemente, tá na lista dos best-sellers. Mas não é literatura! Concordo com você. Mas só por isso a autora deixa de ser artista? Por que um desenho tem que ser menos valorizado que um texto? Por que é aceitável pagar 29,90 em um livro de história, mas é desperdício usar a mesma quantia em um livro de pintar?

Olha minha cara de preocupada com a sua opinião. :)

E o engraçado é que, mesmo sendo imagens, mesmo tendo o livro pirateado no Google através dos scanners do povo, mesmo sendo algo tão simples e "banal", o povo faz questão de comprar. Será que foi esse o motivo de tanta raivinha? Sei não, mas acho que foi aí que pisaram no calo delas, porque, mesmo com todo o bafafá envolvido no livro inédito, o bendito é pirateado antes mesmo da data prevista pro lançamento.

Uma das autoras fez outro post pedindo desculpas publicamente, dizendo que os comentários recebidos fizeram com que mudasse o ponto de vista. A outra - a mais badalada - reclamou do pessoal criticando, dizendo que era uma questão de gosto pessoal e envolvendo questões fisiológicas, mas o post original tem algo como "por que raios eu ia querer um livro pra pintar se posso colorir com palavras?". Se é questão de subjetividade, então posso usar a minha e dizer que considerei pejorativo o modo como ela falou?

Fato é que já vi crianças, jovens, adultos e idosos se divertindo com um monte de lápis de cor, pintando animais coloridos, folhas psicodélicas, desenhos monocromáticos ou parecendo um arco-íris.



Pra você que acha desperdício de tempo e/ou dinheiro, fica o apelo: ME DEIXA PINTAR EM PAZ!

14 comentários

  1. Giu, Super concordo e apoio cada palavra escrita aqui!
    Eu, como já te disse em outras ocasiões, utilizo o livro para colorir junto com meu filho. Se devo que ler para dar o exemplo, porque não posso fazer uma das atividades tipicamente da infância para mostrar-lhe que é importante para mim também?
    A pintura desestressa, trabalha a psicomotricidade, a criatividade, fora todas as outras inúmeras influências no cérebro. É gostoso, é bonito, o dinheiro é meu e faço o que quiser com ele.
    Para mim a questão aqui é ser um best-seller e fazer as pessoas comprarem e divulgarem em enorme escala e os livros das benditas não tem essa repercussão na mesma velocidade.
    Recalque sim e falta de respeito a forma como se manifestaram, caíram no meu conceito e fiquei completamente decepcionada com a tentativa de utilizar as redes sociais para tolher a liberdade. Tentaram sim buscar seguidores dentre seus leitores, mas o que encontraram foi exatamente o contrário do que buscaram. Desrespeitaram um colega de trabalho, uma artista que tem tanto trabalho para criar tais paisagens como elas para escreverem e bolarem uma história.
    #nãoapoioessacausa #prontofalei #sebobearnãoleiomaisnadadelas

    Beijos
    Chrys Audi
    Blog Todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post. Supersincero e bem escrito. Arrasou! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Excelente o seu post, concordo com tudo que você falou, eu ia compra esse livro, só não fiz isso poque ganhei ele numa promoção num blog e estou ansiosa pra editora envia logo pra assim que chega aqui começar a me divertir muito, desenho, pinto e bordo desde criança, sei bem combina as cores e ai de quem criticar a minha arte! :p
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu cheguei cedo para o primeiro post e perdi o segundo, mas percebi que as desculpas da segunda autora foram muito sem fundamento. Minhas vistas odeiam luzes superficiais e mesmo assim não deixo de frequentar os lugares só por conta disso.

    O recalque foi tão grande porque essas mesmas autoras, mesmo sendo tão badaladas, não conseguem vender os mais de 1000 exemplares que a Johanna vende por dia.

    #AceitaQueDóiMenos

    ResponderExcluir
  5. Oooi Giu!!

    Eu não vi quais autoras fizeram mimimi em relação ao livro, mas assino em baixo em tudo o que você disse. E digo mais, conheço gente que acha a mesma coisa e fala a mesma coisa e eu apenas ouço, nem comento.
    Não sei qual a dificuldade das pessoas em aceitar que virou sucesso. Eu concordo com tudo o que você disse de verdade.

    O meu problema é que como tenho o tempo curto, levo para o trabalho, daí a galera fica palpitando. Não sei se é por brincadeira ou não, mas é irritante, me deixa expor meu lado crativo gente.

    Gostei do post :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Giu!
    Adorei a sinceridade!
    Eu, particularmente, adoro colorir e tô simplesmente cagando e andando para quem reclama do bendito livro de pintura, seja uma autora badalada ou um desconhecido.
    Cada um gasta seu dinheiro como bem entende, eu não sei o porquê dessa necessidade do povo de dar palpite em tudo.
    Hoje mesmo comprei o Jardim Secreto pra minha mãe, tá enchendo meu saco que quer um hahahaha Deixa a mãe pintar em paz! xD
    Ótimo post!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  7. HAZÔ.
    PRONTO.
    FIM.
    FECHOU A BLOGOSFERA.
    POSTAGEM SENSACIONAL!
    XOXO :*

    ResponderExcluir
  8. Oi Giulia!
    Eu também comprei esse livro semana passada e estou AMANDO, estou me divertindo muito e relaxando também, é uma terapia!
    E eu concordo com você, acho essa ideia da ilustradora escocesa maravilhosa, os desenhos dela são feitos a mão, muito trabalhados e ricos em detalhes, nada a ver com as revistinhas de colorir que estão na banca. E o livro tem que ser um pouco mais caro (se bem que ele nem é tão caro assim se comparado a outros títulos), porque o papel deve ser de qualidade para possibilitar a pintura.
    Todos têm o direito de não gostar do livro, mas, pelo menos, que os argumentos sejam válidos, né? :D

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Giu! Excelente post *-*
    Eu amo pintar e fiquei super feliz ao encontrar o Jardim Secreto (até comprei um pra minha mãe também e, se não me engano, paguei 23 reais). É super relaxante e estimula a criatividade. Você pode pintar com o que quiser, do jeito que quiser, com a cor que quiser *-----* E são desenhos muito bem feitos, ricos em detalhes e dá gosto de pintar <3

    E esse mimimi é inveja pura, só pode kkkkkkkk'

    bjooo
    Brenda S. | Sonhos em Tinta

    ResponderExcluir
  10. Giulia, P-E-R-F-E-I-T-O!

    Também achei uma falta de respeito com o trabalho da Johanna. Enxergamos a literatura como arte, eu pelo menos, vejo os autores como grandes artistas, que tem o dom de criar mundos e personagens incríveis e nos leva a viajar e viver com eles. E a pintura é o quê? Arte também! E cada arte tem os eu valor. Foi desnecessária publicação dela. Tem coisas que é melhor guardarmos pra gente. Ainda mais quando se é formador de opinião, como a autora que tem tantas seguidores, principalmente jovens. Se queremos respeito, igualdade e que as pessoas tolerem mais as outras, temos que nos comportar como tal, até numa simples opinião sobre um livro. Ela foi infeliz em sua colocação e só confirmamos o velho ditado de "quem fala o que quer, ouve o que não quer.

    Beijinhos!
    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá! Que treta essa hein? To por fora de tudo isso, e nem sei quem são essa blogueiras aí. Vi muitas fotos no instagram desse livro, e pelo visto é uma mania. Assisti várias reportagens sobre esses livros de colorir, e se tem alguém que gosta, para que criticar? Ok, todos tem sua opinião, mas não podemos atacar um autor/autora por seu livro ser de pintura ou literatura, acho que a arte é a mesma como você falou. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Cara eu to louca mesmo pra comprar esse livro ( e, desculpe o palavrão,mas foda-se o preço)!
    Ia, ia mesmo, comprando hoje, tanto Floresta Encantada quanto Jardim Secreto da Johanna.
    Mas... MAS eu tinha dois livros de uma trilogia que já estava há muito tempo esperando eu comprar e finalmente completar a coleção.
    E com certeza assim que minhas férias chegarem vou priorizar esses dois da Johanna e comprarei. :D

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Giu.
    Amei seu texto de paixão. Acho incrível o dom que as pessoas tem para criticar algo que não conhece. É legal, é interessante e se está fazendo sucesso é porque as pessoas gostam. Altamente terapêutico, mostra como é legal se perder nas coisas simples da vida. Estou louca para comprar os meus ;)

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir

Que prazer em ter você aqui! Entre e sinta-se à vontade.
Se gostou do post (ou não), deixe um comentário. Sua opinião é muito importante pra melhorar cada vez mais o blog. =)