Adeus à Humanidade - Marcia Rubim


Título: Adeus à Humanidade
Autora: Marcia Rubim
Editora: Novos Talentos - Novo Século


Uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão.Uma doença atual apagando a luz de uma vida.Somente sua mordida poderia curá-la.Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente.

Não sabia muito o que esperar do livro porque nunca tinha lido nenhum sobre vampiros. momento olhos-arregalados "como assim você não leu Crepúsculo?" Não tive acesso a nenhum livro desta temática pra pegar emprestado e não quis comprar com medo de não gostar. Li algumas resenhas bastante positivas, mas mesmo assim fiquei pé atrás, principalmente porque todo mundo falava que era bastante diferente do famosérrimo Crepúsculo. Ora bolas, se não segue a linha do que faz sucesso, como pode ser bom? Deixei meus preconceitos de lado e lá fui eu.

Stephanie é uma menina fechada a relacionamentos, sejam eles de que tipo forem, e que tem problemas de auto-aceitação. Só tem uma amiga, Anne, mas que vale por muitas: é engraçada e a conhece tão bem que não é preciso ela contar toda a história pra saber o que está acontecendo. Seus pais são separados: Allan vive nos EUA com uma madrasta chata; a mãe mora no Rio com o padrastro Otávio e Juninho, o irmão mais novo.

Steph morava com a mãe, mas depois de uma reviravolta, precisou trabalhar para sustentar a família. Conseguiu um emprego como enfermeira em um hospital em São Paulo. Lá ela conhece Richard, um médico que é, coincidentemente, da mesma especialidade que seu pai: hematologista. Não preciso dizer que ele é o vampiro da história, né?

Richard é tudo aquilo e mais um pouco, o sonho de toda mulher. Ok, a gente precisa levar em conta o fato de ser caladão, um pouco estúpido e anti-social, mas depois você percebe o motivo de tanta exclusão. Ele é um plantonista que vive afastando as enfermeiras.

E é aí que entra Steph. Ela é mais uma que suspira por ele, mas não quer deviar o foco do trabalho e vai reprimindo seus sentimentos. Ambos vão levando os encontros aos trancos e barrancos: ele sempre rígido; ela tentando ser profissional. Só que o sentimento foi crescendo e acabou falando mais alto.

Quando eles finalmente conseguem se render à paixão, é algo lindo. Não é aquela coisa água com açúcar, mas também não é nada censurado; é picante na medida certa. Você consegue sentir o amor deles de tão bem descrito pela autora. Fora que eles são engraçados, quebrando aquela melação típica dos novos relacionamentos. Fiquei apaixonada pelo casal! E aí vem a grande questão e você entende o que vem escrito na sinopse. Agora que ambos conheceram o amor e a felicidade fez sentido em suas vidas, eles estão condenados à separação.

Recheando a história temos outros personagens maravilhosos! Allan, o pai de Steph, que tem um papel importante no clímax da história. Ava, a acompanhante maravilhosa de Richard. Dr. Luciano, outro plantonista que começa a dar em cima de Steph... Todos têm sua importância e te cativam de algum modo.

Fiquei encantada com a escrita de Marcia Rubim. A história me envolveu do início ao fim, não quis largar o livro enquanto não acabasse. A leitura é fluida, sem enrolações. A única coisa que me incomodou um pouquinho foi que algumas partes eu consegui sacar antes de ler. Eu juro que queria ter sentido a surpresa, mas acabei entendendo logo. Mas não chego a considerar isso previsível, pois a autora "disfarçou" muito bem. rs!

É muito bom ver o quanto a literatura nacional vem ganhando destaque e mostrando sua qualidade!!!
Giulia Ladislau
26 anos. Filha do Rei. Carioca da gema. Aliança na mão esquerda. Pedagoga por formação, militar por profissão, revisora por paixão. Fascinada por livros desde quando nem se entendia por gente.