Melhores Amigas - Emily Gould



Perguntou a si mesma se contava ser bom quando você fazia a bondade por motivos puramente egoístas. Provavelmente não, mas quem ligada? O importante era o que você fazia, não como se sentia.
Segundo livro da Coleção Ha, Melhores amigas é um romance voltado ao público feminino. O enredo trazido pela autora aborda situações comuns a algumas mulheres por volta dos trinta anos que precisam encontrar a saída para a bagunça que se tornou a vida, quando ela “já deveria estar mais arrumadinha”. Será?

{ diversidades } Viajando e economizando


Tô organizando mais uma viagem, a terceira internacional, e achei que seria legal vir aqui contar um pouquinho pra vocês como aqui em casa a gente faz uma viagem mais barata com várias coisas legais. É só pitaco mesmo, nossa experiência, mas pode ser uma grande ajuda.

A Traidora do Trono - Alwyn Hamilton

Esta resenha NÃO contém spoiler dos outros livros da série.
A Rebelde do Deserto

Cada resenha dessa série vai ser um grande desafio. Dessa vez, além de ser mega difícil falar sobre o contexto, ainda tenho que me controlar pra não soltar spoilers do primeiro livro. Difícil, mas não impossível.

Antes de mais nada, não recomendo fazer que nem eu, dando um intervalo enorme entre os livros. Se eu viesse no embalo, ficaria muito mais fácil, mas a pausa me fez esquecer algumas coisas, especialmente porque li outro livro nessa pegada árabe e me confundi toda. A parte inicial é pra te ajudar a relembrar, e ela cumpre bem o papel. Há um mapa mostrando os lugares do deserto já tomados pelo sultão e uma lista de personagens explicando resumidamente quem é quem na história; o primeiro capítulo todo é um resumo do que aconteceu em A Rebelde do Deserto.

{ top comentarista } Junho



Regras:
* Ter um endereço de entrega no Brasil.
* Curtir a fan page do blog.
* Deixar um comentário neste post com seu e-mail e/ou link de perfil no Facebook.
* Comentar em todas as postagens do mês de junho, exceto promoções/sorteios.

Opala - Jennifer L. Armentrout

Esta resenha NÃO contém spoiler dos outros livros da série.
Obsidiana
Ônix
Resenha escrita em parceria com a Glaucia, do Mais que Livros.

Os acontecimentos finais de Ônix foram de tirar o fôlego. Katy agora sabe que é uma híbrida e já consegue controlar alguns de seus poderes. Isso seria muito bom se ela não carregasse consigo a culpa da tragédia que abateu os Luxen. Sua amizade com Dee não é mais a mesma depois da morte de Adam e ela sente muito a falta da garota.

Contudo, o relacionamento dela com Daemon vai de vento em popa. Os dois estão cada vez mais próximos e ligados e nada parece abalar isso. Quer dizer, fora o fato de o irmão de Daemon e Dee, Dawson, ter voltado e estar sempre presente na vida dos dois, tornando os momentos a sós cada vez mais raros.

E pra piorar, Blake está de volta. O híbrido que matou Adam e quase entregou Katy para o DOD quer a ajuda dos Luxen para resgatar seu amigo e, por consequência, Beth, das garras do Daedalus. Confiar no surfista é arriscado, mas ao serem chantageados, os alienígenas não veem outra saída.

Dawson está empolgado para resgatar sua amada e Daemon sabe que, com esse propósito em mente, nada vai deter o irmão de encontrá-la. Porém, eles vão precisar treinar todas as suas habilidades e aprimorá-las se quiserem concluir esse plano e ficarem vivos. Será que Katy está realmente pronta para usar seus poderes e lutar ao lado dos Luxen?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

Quem acompanha o blog há mais tempo, sabe que a saga Lux é uma das minhas queridinhas e que idolatro esses alienígenas maravilhosos. Então, quando a editora Valentina ofereceu Opala para resenha, nem hesitei em aceitar. Só que a maldita ressaca me pegou de jeito e levei quase um mês para concluir a leitura.

A escrita de Jennifer L. Armentrout segue viciante. A narrativa ainda é em primeira pessoa, pela perspectiva de Katy. Mesmo com a ressaca eu queria ler e me empolgava com os acontecimentos. Só que como me enrolava pra ler, muitas coisas não causaram o devido impacto e me senti um tanto desgostoso com isso. A culpa não foi do livro, de longe, mas não aproveitei da forma que gostaria.

O ponto mais alto da trama pra mim foi a evolução do relacionamento de Katy e Daemon. Os dois estavam naquele "chove-não-molha" sem fim e agora, finalmente, assumiram seu relacionamento aos quatro ventos. Foi uma experiência interessante ver esse lado mais amoroso de Daemon, que expõe seus sentimentos. Me apaixonei ainda mais por ele.

Por outro lado, a relação de Katy e Dee super esfriou. Depois da morte de Adam, a alienígena mudou completamente e as duas se afastaram. Senti falta desse laço das duas, já que Dee era uma das personagens mais divertidas da série e agora está bem diferente. Espero que nos próximos volumes ela volte a ser o que era.

Sobre a inserção de Dawson na trama, achei que foi um golpe de mestre da autora. Todos dizem que ele não é mais o mesmo, que se tornou uma casca do que era antes, mas mesmo assim me apaixonei pelo personagem. Imagina quando ele voltar ao normal! Sua afeição à Beth é admirável, vendo que ele faria de tudo para tê-la de volta.

O desfecho foi mais uma vez de tirar o fôlego. Jennifer me pegou completamente de surpresa ao desenvolver o final da obra e estou até agora, dias depois da conclusão da leitura, de queixo caído. Não esperava esse rumo para a trama e já estou roendo as unhas de ansiedade para o lançamento da continuação.

A edição física está bem trabalhada. A capa é uma adaptação da original e combina com a dos volumes anteriores. A diagramação é simples, as páginas são amareladas e a fonte é grande. Minha única ressalva se dá a revisão, que deixou bastante a desejar. A palavra "tensionar" é usada diversas vezes na obra e todas elas com a grafia errada. Espero que isso possa ser consertado nas próximas edições.

Opala pode não ser tão bom quanto seus predecessores, mas ainda assim é uma obra empolgante e que merece ser lida. Sem sombra de dúvida recomendo essa série a todos. Vale muito a pena, vocês não vão se arrepender!

Opala (Saga Lux #3) - Jennifer L. Armentrout
Valentina
416 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon

{ 30 até 30 } Ficar 24 horas sem internet



"Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas, quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta”. É na vibe da Dilma que eu risquei mais um item da minha listinha. E foram dois coelhos numa cajadada só!

{ 30 até 30 } Participar de um Encontro de Casais



Desde pequena via meus avós "sumindo" aos fins de semana para ir trabalhar em encontro de casais. Eles trabalhavam com decoração, então lotavam a Saveiro de flores, colunas, toalhas e materiais para transformar uma sala qualquer em um ambiente bonito e agradável. Por vezes fui junto, brincando nos corredores dos CIEPs e ficando escondidinha durante as refeições. Até vovô morrer, vi os dois muito ativos. Cresci, casei e sempre tive vontade de participar de um encontro desses, pra entender por que eles tinham tanto prazer e disponibilidade. Na minha igreja não tem um EC, mas tem o CEU - Casais em União, e esse eu já fiz e trabalhei por 3 anos. Foi ali que eu comecei a perceber como é bom juntar um monte de casais pra falar sobre relacionamento, mas é melhor ainda estar nos bastidores fazendo acontecer.

Para educar crianças feministas - Chimamanda Ngozi Adichie

MARAVILHOSA! Não tem outra palavra pra definir Chimamanda. Minha história com ela é antiga, e agora me falta ler os seus 2 romances já publicados. Mas hoje é dia de falar dessa cartilha linda.

Uma amiga pediu a Chimamanda dicas de como criar a filha "feministamente" pra ela se tornar feminista também, então ela lhe escreveu uma carta com 15 sugestões bem práticas. Esse livreto é uma adaptação da carta, com um foco mais em pais de meninas - por conta da filha da amiga -, mas igualmente aplicável para criação de meninos.

A Garota do Calendário - Maio

Esta resenha NÃO contém spoiler dos outros livros da série.
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril


Chegamos ao 5º livro da série. E ao terminar de ler percebi que estou vivendo um momento de muito amor e ódio com essa série. Simplesmente adorei! Vamos lá que quero contar pra vocês o porquê.

Maio veio com tudo, e Mia estava demasiadamente animada para ir ao Havaí. Ela foi contratada por um fotógrafo para uma sessão de fotos de roupas de praia. Mia não só estava animada para conhecer o Havaí, mas também porque viu a oportunidade de conseguir levar sua irmã Maddy e sua melhor amiga Gin para passar uns dias lá com ela.

O Jogo - Elle Kennedy

Esta resenha não contém spoiler do primeiro livro.
O Acordo
O Erro

Aproveitar a vida com muito sexo e sem compromisso. Esse é o lema de Dean Di Laurentis, um riquinho filhinho de papai daqueles metidos, que arrotam egocentrismo. Com ele não tem essa de humildade ou vergonha, pelo contrário, exibicionismo é seu sobrenome. Aliás, nenhuma mulher é capaz de resistir ao seu charme, quer dizer, quase nenhuma.