Ligeiramente Perigosos - Mary Balogh

Esta resenha NÃO contém spoiler dos outros livros da série
Ligeiramente Casados
Ligeiramente Maliciosos
Ligeiramente Escandalosos
Ligeiramente Seduzidos
Ligeiramente Pecaminosos


Desde o primeiro livro, todas as minhas expectativas estavam no último. Wulfric sempre foi meu crush, com sua altivez, respostas ríspidas e superioridade. Ele é um aristocrata do fio de cabelo ao dedão do pé, com toda a pose e pompa que o ducado exige. Por várias vezes já demostrou seu cuidado com a família, se esforçando para protegê-los, mas com aquela máscara de frieza, sem demonstrar sentimentos.

Sua vida era bem menos solitária até todos os seus irmãos casarem num espaço de 2 anos, agora a casa é grande demais para 1 só pessoa. Pra piorar, sua amante há 10 anos morreu por conta de uma doença. Ele está mais só do que nunca, mas não deixa suas necessidades de homem serem superiores aos seus deveres de duque de Bewcastle.

Até que ele resolve aceitar o convite para 2 semanas na casa de um amigo, naqueles eventos sociais que o número de homens e mulheres se iguala. Aliás, foi esse o motivo para Christine estar ali, porque a princípio tinha recusado o convite, mas sua amiga lhe implorou para que completasse o grupo de mulheres. Eis que lá foi a filha de professor, viúva do filho mais novo de uma família aristocrata, sem pose nenhuma para a nobreza.

A Sra. Derrick espalhava luz, apesar das sombras que ele vira nela de relance. E, por mais que não desejasse, Wulfric ainda estava fascinado por aquela luz.

Christine é o oposto de Bewcastle. Enquanto ele ostenta o título, ela é leve com sua diversão espontânea. Ele segue os padrões de etiqueta e boa conduta, ela faz o que deseja sem se preocupar com as opiniões alheias. Ele dá acenos de cabeça, ela dá gargalhadas. Mesmo com tantas diferenças, algo surge entre os dois. Um desejo físico, sim, mas talvez algo além disso.

E daí é preciso quebrar barreiras nos dois lados. Ela precisa enxergar algum coração naquele poço de impessoalidade, se permitir viver novamente em meio à aristocracia e assumir o lugar de duquesa. Ele precisa abrir mão do controle, do autocontrole, da postura irretocável a todo instante, das próprias convicções. Só que mudar não é fácil, e talvez eles não estejam prontos pra isso.


Os últimos livros da série Os Bedwyns não me conquistaram. Achei mais do mesmo, só insisti mesmo porque era parte de uma série que eu gostava. Eu queria mesmo era ler o último, numa mistura de ansiedade pra conhecer Wulfric com medo de ele me decepcionar. Ainda bem que não foi o caso, minhas apostas estavam bem certas! \o/

Não deixa de ser clichê com a transformação de um iceman para um romantiquinho que quer conquistar a amada. Mas quem acompanhou o duque de Bewcastle ao longo de 5 livros sabe como ele é duro na queda, teria que ser uma mulher de muita personalidade para dobrá-lo. E Christine não ficou atrás, mostrando a que veio.

Gostei muito dela, da sua forma leve de encarar a vida, de não abrir mão daquilo que é de verdade para fingir ser quem não é e de não ter medo de cara feia. Me identifiquei em vários aspectos, em especial rir de si mesma e ter uma paixão enorme por crianças. E torci demais por sua felicidade, depois de tantos anos de alegria roubada.

- A senhora não precisa ser uma sedutora. É extraordinariamente atraente e não precisa fazer uso de qualquer manobra de sedução.
- Eu? Já deu uma boa olhada em mim, Vossa Graça? Não tenho a beleza ou a elegância de nenhuma das outras damas presentes aqui nesta noite.
- Ah, mas eu não disse que a senhora era bela ou elegante. A palavra que usei foi atraente. Extraordinariamente atraente, para ser mais preciso. É algo que o espelho não lhe revelaria, pois só é aparente quando a senhora demonstra empolgação. É difícil para qualquer homem olhar para a senhora uma vez e não voltar a olhar. E aí olhar de novo.


O romance poderia ser um pouquinho menos arrastado, Mary pesou a mão na tentativa de manter um mistério que só fez enrolar. Mesmo assim, não tira o brilho do melhor casal. E, se errou por esse lado, acertou trazendo os irmãos Bedwyns e seus cônjuges e filhos para o desfecho da série, mostrando logo no começo como estava cada um deles e os colocando com papéis importantes na história de Wulfric e Christine.

Foi gostoso acompanhar Christine despindo as camadas de Wulfric até enxergá-lo sem o manto de duque. Foi gostoso vê-lo se descobrindo e se permitindo. Foi maravilhoso ver os dois juntos, encerrando a série da melhor maneira e me deixando com aquele gostinho de saudade que só os bons personagens nos causam. Agora é me despedir dos Bedwyns e torcer para que Mary Balogh construa outros tão bons quanto eles.



Ligeiramente Perigosos (Os Bedwyns #6) - Mary Balogh
Arqueiro
304 páginas
Livro cedido pela editora
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon

Jogos Macabros - R. L. Stine


Foto: Estante Diagonal

A família Fear é conhecida por toda Shadyside, por conta de histórias sombrias que cercam o sobrenome desde a antiguidade. Eles tem até uma rua em sua homenagem, a Rua do Medo, e todos na cidade sabem quem são eles.

Resistência - Affinity Konar

Resenha Livro Resistência

Com apenas 12 anos, as gêmeas idênticas Pearl e Stasha vão parar no campo de concentração em Auschwitz. Lá elas se deparam com muitas outras crianças: gêmeas, trigêmeas, albinas, anãs... Descobrem então que estão no "Zoológico do Mengele"; as crianças o chama assim porque Josef Mengele é um médico que faz experimentos cruéis com as crianças.

{ 30 até 30 } Jogar o Escape60



Tô lerda, mas sigo avançando na minha meta. Essa vez eu nem esperava cumprir tão cedo, mas consegui graças a uma das nossas parceiras. ♥

Antes de começar a falar sobre a minha experiência, vou copiar aqui embaixo um fragmento do site do Escape60 pra você que ainda não sabe o que é entender o contexto.

Boneco de Pano - Daniel Cole

William Oliver Layton-Fawkes, também conhecido como Wolf (Lobo) por conta das iniciais de seu nome, é um detetive renomado. Há um tempo fez de tudo para prender um assassino, mas perdeu o controle quando viu o criminoso ser inocentado indevidamente. Por isso, passou por um bom tempo em tratamento psiquiátrico, incluindo um período de internação em manicômio. Mas agora ele não apenas está de volta como se vê totalmente envolvido no mais novo caso.

{ top comentarista } Maio



Regras:
* Ter um endereço de entrega no Brasil.
* Curtir a fan page do blog.
* Deixar um comentário neste post com seu e-mail e/ou link de perfil no Facebook.
* Comentar em todas as postagens do mês de maio, exceto promoções/sorteios.

A Garota do Calendário - Abril

Esta resenha NÃO contém spoiler dos outros livros da série.
Janeiro
Fevereiro
Março

Estamos nós de novo, outra vez, novamente, repetidamente, mais uma vez, para falar sobre a série A Garota do Calendário. Nesse mês de abril, Mia vai para Boston encontrar Mason Murphy, um lindo e maravilhoso homem. Calma aí, isso já ta enchendo né, os contratantes de Mia sempre são lindos e gostosos e maravilhosos e ricos e tudo de bom...

Apesar de ser lindo de corpo, ele é um perfeito babaca por dentro. Não sabe tratar bem uma mulher, costuma ficar bêbado frequentemente, vive em confusões etc. Ah! Mason é um famoso jogador de beisebol e por um milagre joga no time pra que Mia torce: o Boston Red Sox. Mason chega a conclusão que devia melhorar sua imagem para o público, e por essa razão contrata a Mia para ser sua namorada e ajuda-lo a não passar uma imagem ruin.

É o trabalho que Mia estava precisando, ela poderia usar calças jeans e tênis quase todos os dias. E ainda assistiria aos jogos do seu time preferido ao vivo e a cores. Mas a missão de Mia não seria tão fácil assim dessa vez, ela tinha que manter o Mason fora de confusão. O que Mia não sabia, era que Mason estava super apaixonado pela sua assessora Rachel. Rachel era totalmente contrária do tipo de mulher que ele costuma a andar e gostar. E por essa razão, nem mesmo Mason sacava que estava caidinho por Rachel. Assim que Mia chegou na casa de Mason, ela percebeu que a troca de olhares entre Rachel e Mason era diferente. Rolava uma química especial, onde Mia ficara perdida por não entender como eles dois ainda não estavam juntos.

Mia então decide ser o cipido na história - calma ai again, eu acho que já li essa história antes. - Logo, Mia não se envolve sexualmente com o seu cliente novamente. E o jeito que a autora decidiu incluir o hot na história não foi nada louvável eu odiei. MAIS UMA VEZ  não não posso contar como foi pra não perder a graça. Aliás, acho que nem teve graça.

A essa altura acredito que vocês já perceberam que não gostei desse livro, porém nem tudo foi perdido. Teve uma parte em que Mia conhece a família do Mason e descobre que a mãe dele faleceu vítima de câncer de mama. Ela, então, tem a brilhante ideia de fazer um evento beneficente para arrecadar dinheiro em prol da causa. Esse evento foi o que mais gostei nesse livro.

Se eu fosse fazer uma sequência dos livros que mais gostei dessa série, esse ficaria por último até agora. Contudo, vou persistir e ler até o final. Oremos!

A Garota do Calendário: Abril - Audrey Carlan
Verus
160 páginas
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva | Amazon

O Ceifador - Neal Shusterman


Num mundo onde a nuvem evoluiu para a Nimbo-Cúmulo, que governa com justiça e poder, os ceifadores são o único medo da humanidade. As pessoas não morrem mais por causas naturais, e, caso aconteça, há a possibilidade da revivificação. Só os ceifadores têm poder de tirar a vida de alguém, com o propósito de manter o controle populacional e o fazem de acordo com as próprios escolhas ou combinações estatísticas dos tempos antigos.

Inesquecível - Jessica Brody


Sim, me apaixonei pela capa e por essa razão já quis logo de cara ler o livro, em seguida fui ler a sinopse e Tcharãããn - só aumentou a minha vontade de ler essa história tão, tão... tão cheia de enigmas.

Um terrível acidente de avião deixa apenas um sobrevivente : uma jovem sem memória...

O Erro - Elle Kennedy

Esta resenha não contém spoiler do primeiro livro.
O Acordo


Logan tenta, mas não consegue tirar Hannah de sua cabeça. Sua guerra é totalmente interna, afinal sabe que não deveria sentir aquilo, não quer sacanear ninguém e tem a maior consideração por Garret. Pra escapar, ele acaba indo a muitas festas e ficando com várias meninas, numa tentativa um tanto quanto torta pra esquecer a namorada do melhor amigo.